Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Setores portuários pedem ampliação dos projetos para a ferrovia interna do Porto de Santos
Setores portuários pedem ampliação dos projetos para a ferrovia interna do Porto de Santos| Foto:

Após pressão de diferentes setores das operações portuárias, a Santos Port Authority (SPA) prorrogou o prazo de entregas para a consulta pública sobre o novo modelo de exploração da Ferrovia Interna do Porto de Santos (FIPS), sistema de trilhos que integram a infraestrutura portuária. A consulta vai até dia 27 de fevereiro.

Com oferta para 50 milhões de toneladas, a ferrovia interna do Porto movimenta hoje aproximadamente 45 milhões de toneladas. O Plano de Desenvolvimento e Zoneamento (PDZ) do Porto prevê aumento de 91% na movimentação ferroviária até 2040, para 86 milhões de toneladas por ano.

Para dar conta dessa demanda, a estimativa é de que sejam necessários aproximadamente R$ 2 bilhões no próximos cinco anos em obras de expansão como novos ramais, uma pera ferroviária (pátio em formato circular que possibilita o transbordo da carga sem a necessidade de desmembrar o trem) na margem direita (Santos), um novo retropátio ferroviário na margem esquerda (Guarujá), além da eliminação dos cruzamentos em nível e construção de passarelas de pedestres no Porto Organizado. O atual contrato vence em 2025.

Os pedidos foram também no sentido de que o trecho seja ampliado e inclua parte da malha ferroviária federal, na chamada ferradura de Santos, atualmente administrada pela MRS. Outra demanda foi que, a cada dois, possam entrar novos operadores na cooperativa.

De acordo com a diretora de Gestão e Contratos da Secretaria Nacional de Portos, Flávia Takafashi, o Ministério da Infraestrutura está analisando os modelos e vendo a geração de valor, “pois a decisão a ser tomada será a que for mais favorável ao Porto de Santos”.

Os documentos para a Consulta Pública estão em:

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]