Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 |
| Foto:

A Ferrari revelou nesta quarta-feira (23) o seu novo carro ‘mais acessível’, batizado de Portofino. O modelo substituirá o California T e será lançado oficialmente no Salão do Automóvel de Frankfurt, em setembro. 

A novidade é equipada com motor 3.9 V8 biturbo, que rende 600 cv e 77,5 kgfm de torque, ou seja 40 cv mais potente que o antecessor. Números capazes de levar o esportivo de 0 km/h aos 100 km/h em apenas 3,5 segundos e a atingir a velocidade máxima de 320 km/h. 

Ferrari Portofino ainda não teve o preço anunciado, o que deve ocorrer somente na mostra alemã. A etiqueta da California T zero km na Europa é de US$ 231.600 (cerca de R$ 731.800). 

O modelo combina esportividade e conforto, oferecendo teto rígido removível, porta-malas generoso e espaço para quatro pessoas, combinação incomum para uma Ferrari.

O interior do cupê-conversível se destaca pela presença do sistema multimídia com tela de 10,2 polegadas sensível ao toque, ar-condicionado com refrigera o ambiente mesmo com os vidros abertos e assentos eletronicamente ajustáveis em 18 posições.

O nome Portofino é uma referência à charmosa cidade costeira da Itália, próxima a Gênova, que é conhecida pelo turismo de luxo.

LEIA MAIS: Carteira internacional para dirigir ganha novo formato e validade

California T é vendida no Brasil, sendo o modelo mais em conta da fabricante italiana, com preços a partir de 1,9 milhão. A data de estreia da Portofino por aqui ainda está definida, o que deve acontecer em algum momento de 2018. 

O mercado de ‘supercarros’ no país teve uma redução de 78% em cinco anos, caindo de 277 unidades em 2011 para apenas 51 exemplares no ano passado. Neste grupo, estão Aston MartinFerrariBentleyLamborghiniMaseratiRolls-Royce.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]