Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | Blicnews
| Foto: Blicnews

Japão ainda contabiliza os estragos causados pelo Tufão Jebi, que assolou a parte ocidental do país no último dia 5 de setembro, causando pelo menos 10 mortes e deixando mais de 300 pessoas feridas.

A destruição avançou ainda em vários estabelecimentos comerciais, especialmente os localizados em Rokko, uma ilha artificial construída na cidade de Kobe que foi devastada pelo tufão.

>> Vídeo: motorista destrói Ferrari logo após alugá-la

Um muro de três metros de altura da água do mar invadiu o showroom  de uma concessionária da Ferrari, atingindo 51 das 53 exemplares da marca italiana, entre novos e usados. Algumas delas, inclusive, já estavam vendidas.

Os danos causados pela água salgada deixaram o conserto das unidades praticamente inviável, ocasionado um prejuízo a US$ 9 milhões (cerca de R$ 37,4 milhões). A situação das Ferraris foi classificada como perda total e terá a cobertura de seguro, informou a imprensa local.

>> Saiba como pagar multa pelo celular com 40% de desconto

Outros 100 carros de uma outra concessionária à beira-mar em Nishinomiya, na província de Hyogo, foram transformados em lixo depois que seus sistemas elétricos ficaram em curto com a água do mar.

Com ventos de até 210 km/h, o Tufão Jebi é o mais forte a atingir o Japão desde 1993. 

>> Fim da novela: placas padrão Mercosul começam a vigorar no Brasil

SIGA O AUTO DA GAZETA NO INSTAGRAM
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]