i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Transporte urbano

Volkswagen anuncia produção de caminhão elétrico no Brasil

  • PorGazeta do Povo
  • 02/10/2019 18:51
Foto: Volkswagen/ Divulgação
Foto: Volkswagen/ Divulgação| Foto:

A Volkswagen confirmou o início da produção de caminhões elétricos no Brasil em meados de 2020, na planta de Resende (RJ). O modelo de estreia será o EV e-Delivery, um veículo para entregas urbanas desenvolvido no país.

O anúncio da montadora foi feito durante o Salão Latino-Americano de Veículo Elétrico, que ocorre até esta quinta-feira (3), em São Paulo.

Apresentado à imprensa há dois anos, ele já vinha sendo testado pela Ambev. Uma unidade do e-Delivery rodou mais de 14 mil quilômetros com a cervejaria, segundo informou André Trintini, engenheiro de Planejamento de Produto da Volkswagen Caminhões e Ônibus (VWCO).

Caberá também à Ambev fomentar as vendas do modelo no Brasil. A empresa divulgou no ano passado que fez com as suas 20 transportadoras parceiras um acordo de intenção de compra de 1,6 mil caminhões elétricos. A Ambev projeta ter daqui quatro anos pelo menos um terço de sua frota eletrificada.

O e-Delivery surge a partir de uma plataforma modular da Volkswagen que dará origem aos veículos elétricos. Ele é equipado com motor elétrico de 272 cv e 219 kgfm de torque, nas versões de 11 e 14 toneladas.

A marca também revelou uma variante de 4 toneladas, com propulsor de 115 cv e 28,5 kgfm. A linha tem autonomia próxima a 200 km, mas pode ser bem maior considerando o sistema de recuperação de energia por meio dos freios, que realimenta as baterias.

Outro produto feito sobre a nova arquitetura é o Volksbus e-Flex. Ele combina a motorização elétrica, que garante a autonomia de 200 km, a um motor a combustão - 1.4 TSI Flex ou a versão a gás natural 1.4 TGI - que atuará como gerador de energia para as baterias. Com isso, o trajeto percorrido pelo ônibus sem uma nova recarga será bem maior (não anunciado pela VW).

O Volksbus e-Flex ainda está em fase de testes e, desde 2018, quando foi apresentado, melhorou a recuperação de energia em frenagens, alcançado 40% na regeneração.

e-Consórcio fará produção compartilhada

A Volkswagen criou o inédito conceito e-Consórcio para facilitar o acesso à tecnologia elétrica em veículos comerciais. A fabricante alemã investirá R$ 1,5 bilhão no Brasil até 2021, viabilizando desde a montagem até a infraestrutura de recarga e gerenciamento de ciclo de vida das baterias usadas nesses caminhões.

"Nosso time construiu de forma pioneira configurações de tecnologia e de modelo de negócios que vão facilitar a introdução desses veículos elétricos no cenário de transporte mundial", disse Roberto Cortes, CEO da Volkswagen Caminhões e Ônibus.

O e-Consórcio segue o modelo do Consórcio Modular, criado pela VWCO, no qual sete fornecedores dividem com a montadora a responsabilidade pela montagem dos veículos dentro da fábrica, com aumento da produtividade e dos níveis de qualidade e redução dos custos.

Neste processo, a Siemens, por exemplo, fornecerá infraestrutura, carregadores e energia para clientes; a CATL e Moura farão fornecimento, gerenciamento, distribuição e manutenção das baterias, enquanto Bosch, WEG e Semcon participam do desenvolvimento e fornecimento de componentes para os veículos elétricos.

"A VWCO foi a primeira a apresentar e testar, em condições reais de operação, um caminhão elétrico no Brasil. E agora, anuncia mundialmente a criação do e-Consórcio, somando forças com empresas que são referência para o desenvolvimento da mobilidade elétrica”, comentou Cortes.

3 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 3 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • L

    Lissandro Bassani

    ± 0 minutos

    Ao contrário dos descrentes e pessimistas, vejo as empresas instalando produção solar de energia, e as soluções técnicas e viabilidade sendo exploradas. Como o ser humano geralmente só se mexe quando a água atinge as partes abaixo da cintura, se ninguém começar, as soluções demoram a aparecer. Sempre tem os pioneiros que botama cara a tapa e são reverenciados no futuro porque se ninguém começar, fica só na intenção... Primeiras abordagens sempre são sujeitas a falhas e aperfeiçoamentos. E mais caras.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • P

      Paulista

      ± 58 minutos

      Eu gostaria de saber como será produzida toda essa energia elétrica para mover essa frota de elétricos que começará dominar as ruas a partir de 2020.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • J

        Jorge Dias

        ± 1 horas

        Obrigar o brasileiro a ter que usar veículos elétricos vai atrasar ainda mais a nossa geração de riqueza e bem estar social, pois São caros, poluem muito com suas baterias, e não temos geração de energia para atender a frota. São tudo de ruim para o brasileiro e a Gazeta bate palma igual macaco.

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        Fim dos comentários.