Blog Bia Kunze – Garota sem Fio

Tablet substitui computador? Como tem sido minha experiência (parte II)

No último post, comecei a detalhar minha experiência com o uso de tablets no lugar de computadores. Expliquei que a motivação principal não era apenas uma subtituição nas tarefas diárias principais, mas também tomar o lugar de papeis e cadernos, tornando a rotina mais leve e organizada. Meu tablet de escolha é o Galaxy Tab A6 com S Pen.

A caneta S Pen é muito importante nesse processo, bem como um teclado bluetooth externo. Mas os usos são bem distintos:

Caneta (ou “stylus”): é usada essencialmente nas tarefas de assimilação. Envolve organização de pensamento, anotações tomadas em aulas, reuniões e palestras, resumos de materiais de estudo. No processo de aprendizagem a escrita manual é mais eficiente que a digitação, já que trabalha mais áreas do cérebro e ativa múltiplas conexões neurais simultâneas. Percebi isso ainda em meados dos anos 2000, quando usava Palm e teclado para tomar notas de aulas e notei um déficit no desempenho como estudante. Na época, minha solução foi voltar aos mapas mentais, com papel e canetas coloridas. Sou uma grande fã de mapas mentais e em breve retomarei esse tema.

Teclado externo: é usado essencialmente nas tarefas de produção. Envolve a criação dos textos deste blog, artigos, propostas comerciais e contratos. Também uso para redigir e responder leitores no Telegram e redes sociais, já que recebo um volume grande de mensagens. E, por fim, é um grande auxiliar ao elaborar as aulas, palestras e seminários que dou.

Empiricamente resumindo, após mais de 15 anos usando recursos digitais e analógicos conjuntamente para trabalhar e estudar: cheguei à conclusão que stylus são as ferramentas de suporte perfeitas para tudo que envolve “entrar no cérebro”. Já teclados convencionais, com sua agilidade, são imbatíveis com conteúdo que precisa “sair do cérebro”.

Trabalhando

O Evernote é onde todo meu trabalho fica centralizado. As pautas deste blog, na coluna da CBN, os prontuários de pacientes, contratos, recibos, comprovantes, manuais em PDF, enfim, tudo fica lá. Uso o teclado externo na hora de redigir. As fotos dos posts do blog faço com meus smartphones ou os de teste (desde que tenham boa câmera) e as transfiro para o tablet por bluetooth ou wifi direct. Quanto aos materiais que recebo para analisar — whitepapers, relatórios da Anatel, fabricantes e consultorias, bem como manuais de produtos — leio tudo em PDF (ou escaneio) e uso a caneta para destacar trechos e inserir anotações. Posteriormente, uso esse material para compor resumos em tópicos ou elaborar entrevistas, também com a caneta. O recurso de tela dividida me ajuda demais nisso!

Depois do Evernote, a solução que mais uso é o Office 365. Lá tenho salvos modelos de contratos, orçamentos, receituários e muito mais. Uso desde o iPad, já há muito tempo, e sempre funcionou bem tanto para a odontologia homecare quanto o trabalho de consultora em tecnologia. Para profissionais de saúde, tablets são mais práticos por serem usados como prancheta, em pé e até andando.

Estudando

Leio livros e apostilas no tablet, fazendo anotações e destaques no próprio material, com a stylus. Também tomo notas e faço resumos com a caneta. Uso aplicativos diferentes dsependendo do tipo de anotação — apps serão o tema do próximo post. Mais uma vez, o recurso de tela dividida é uma mão na roda, pois posso consultar livros-texto e abrir uma nota ao mesmo tempo. Assisto também muitas aulas e palestras online, dividindo a tela ou usando o recurso de janela flutuante para acompanhar o video enquanto faço outras coisas.

Ainda há uma situação em que uso papel e caneta do jeito tradicional: quando preciso de mais espaço de tela. Eventualmente assisto videoaulas acompanhando material de apoio em PDF com muitos esquemas e gráficos. Nesses casos, normalmente eu usaria um computador; o tablet ficaria para tomar as notas. Contudo, com a atual rotina de ermitã digital, tomo notas em cadernos convencionais mesmo. Depois, escaneio com a câmera do celular e anexo ao meu material digital.

Estou estudando bastante a neurociência por trás do ato de fazer anotações e resumos e isso se tornará tema do blog em breve. Aguardem. E o próximo post será sobre dicas de aplicativos para iOS e Android que incrementarão sua produtividade em tablets. Até lá!

8 recomendacões para você

 
 

mais comentadas da semana