Bom Gourmet

Baristas de Curitiba no campeonato mundial

O casal Leo Moço e Estela Cotes, do Barista Coffee Bar, viaja nesta quarta (8) para representar o Brasil na competição que será realizada de 22 a 25 de junho em Dublin

por Andrea Torrente Publicado em 08/06/2016 às 18h
Compartilhe
barista leo moço e estela cotes curitiba campeonato mundial de café na irlanda divulgação

Leo Moço e Estela Cotes, do Barista Coffee Bar, contrataram uma diretora de teatro para ensaiar a apresentação que farão no campeonato mundial na Irlanda. Foto: Divulgação.

Cafés produzidos em Cambira, no Norte Pioneiro do Paraná, serão usados no campeonato mundial de barista que será realizado em Dublin, na Irlanda, de 22 a 25 de junho. Leo Moço e a esposa Estela Cotes, do Barista Coffee Bar, de Curitiba, serão os representantes do Brasil na competição que vai eleger o melhor barista do mundo. O casal já colocou os grãos na mala e viaja nesta quarta (8) a Londres para um período de treino com duração de dez dias.

As provas fazem parte da programação do World Coffee Events, um dos maiores eventos do mundo de café, e exigem um nível de execução perfeito. Para que tudo saia conforme planejado, o casal contratou até uma diretora de teatro para ensaiar a apresentação, que, claro, será em inglês: “É prática comum nesse tipo de competição onde além da qualidade dos grãos e do sabor da bebida, a apresentação é muito importante. Isso nos ajuda a memorizar o texto e a melhorar a demonstração na frente dos jurados”, conta Estela.

>>> Conheça 7 novas cafeterias de Curitiba

>>> Os reis do café em Curitiba

No período em que o casal passará em Londres, antes de voar para Dublin, eles treinarão diariamente na VA388 Black Eagle, a máquina italiana oficial do concurso. “É fundamental saber como funciona para poder extrair um espresso perfeito”, explica Estela. Por enquanto, Leo e Estela treinaram em Curitiba duas horas por dia, durante um mês.

“Na prova queremos mostrar ao mundo o nosso projeto Red Foot [pé vermelho, em inglês, da região do Paraná de onde vem os cafés] e o trabalho que a gente desenvolve no Barista Coffee Bar com os grãos produzidos em Cambira. Arrendamos alguns pés de café no Sitio Mori, de Evilásio Mori, e Leo foi para lá em março para escolher e colher os grãos um por um. Eles passaram por secagem e agora vamos torrar e embalar a vácuo para levá-los a Dublin”, conta Estela.

Como funcionam as provas

Leo e Estela vão participar em concursos diferentes, respectivamente no World Barista Championship, que vai eleger o melhor barista, e no World Brewer’s Cup, que é voltado para os preparos manuais de café filtrado.

Leo, que é bicampeão brasileiro de barista (2013 e 2015), terá 15 minutos para preparar quatro expressos, quatro cappuccinos e quatro drinks assinatura, além de falar sobre o café escolhido para a prova. Ao todo são 60 competidores do mundo inteiro: os 12 melhores avançam para a semifinal e seis deles disputarão a final. Já Estela, na sua prova, terá dez minutos para mostrar um método de extração manual, falar sobre o café do Paraná e fazer a descrição sensorial.

Vaquinha virtual

Para financiar a participação ao campeonato mundial de café, o casal lançou em fevereiro uma vaquinha virtual para arrecadar R$ 38 mil, recursos que foram usados para pagar o treinamento em Londres e para comprar os melhores equipamentos que serão levados na bagagem. Na campanha “tudo ou nada” lançada no site de crowdfunding Catarse, os baristas conseguiram em poucas semanas angariar R$ 44.780, mais que o planejado.

Compartilhe

8 recomendações para você