Restaurantes

Novidade

Cafés de todos os jeitos na Black Coffee

A cafeteria que abriu no shopping Omar aposta em vários métodos de extração da bebida. Cardápio tem também com lanches, doces e pratos executivos

por Andrea Torrente Publicado em 05/02/2015 às 00h
Compartilhe
Fachada da cafeteria Black Coffee, no Shopping Omar. Foto: Mel Gabardo/Gazeta do Povo

Fachada da cafeteria Black Coffee, no Shopping Omar. Foto: Mel Gabardo/Gazeta do Povo

 

Os amantes do café, em todas suas variantes, têm um novo endereço para descobrir. É o Black Coffee, cafeteria especializada nos diferentes métodos de extração da bebida, que inaugurou no fim do ano, no Shopping Omar, no Centro.

A casa, comandada pelos irmãos Mohamad e Nina Haidar, tem preparos clássicos, como o espresso (R$ 4), o doppio (R$ 6,50) e vários tipos de cappuccinos (de R$ 7 a R$ 8). O diferencial, porém, são os cafés filtrados, preparados com as mais diversas técnicas, filtros e equipamentos, como chémex (porta-filtro que lembra uma ampulheta), french press (prensa que mistura o pó à água aquecida, como em uma infusão), aero press (êmbulo que pressiona o pó e extrai a bebida), o árabe ibrik (cafeteira também chamada de turca), hario (um porta-filtro com ranhuras que melhoram a performance do equipamento), moka (cafeteira italiana que faz a bebida por meio de vapor d’água) e syphon (dois globos aquecidos com uma chama). Os preços variam de R$ 9 a R$ 12.

Café filtrado preparado  no método sifão: aquecimento por chama. A xícara custa R$ 12. Foto: Mel Gabardo/Gazeta do Povo

Café filtrado preparado
no método sifão: aquecimento por chama. A xícara custa R$ 12. Foto: Mel Gabardo/Gazeta do Povo

Tem cafés para todos os gostos e o balcão, localizado no centro do ambiente, dá ao cliente a possibilidade de ver de perto a arte dos preparos. Um dos destaques do cardápio é o Ice Coffee V60, feito com a máquina Hario 60 e servido gelado. Outra opção é o Toddy, café que é filtrado por 15 horas até atingir uma textura licorosa. Ele é servido na taça de vinho e custa R$ 9,90 (disponível sob consulta).

Na hora de escolher o blend, o cliente tem à disposição diversas opções: o da casa é o Black Coffee, que mistura grãos do sul de Minas e do Espírito Santo; tem também o 4 Beans, torrado pela equipe do Rause Café + Vinho; o Suplicy, da celebre cafeteria paulistana; e o blend do barista campeão brasileiro Léo Moço.

Outro diferencial é a possibilidade de levar os cafés para viagem, em copos descartáveis, à moda americana. “Criamos um conceito para o cliente degustar uma grande variedade de cafés num ambiente agradável ou se preferir de levá-los para viagem”, explicam os proprietários. A equipe conta com profissionais experientes como a vice-campeã mundial de Latte Art em 2012, Gracielle Rodrigues, e a barista e gerente da casa, Riviane Pereira.

 

Opção de almoço executivo: mignon com legumes salteados (R$ 34,90 com até três acompanhamentos).  Foto: Mel Gabardo/Gazeta do Povo

Opção de almoço executivo: mignon com legumes salteados (R$ 34,90 com até três acompanhamentos). Foto: Mel Gabardo/Gazeta do Povo

O cardápio, assinado pela chef Giovanna Stocco, tem uma ampla variedade de lanches, sanduíches, massas, saladas, grelhados, sorvetes e sobremesas. De segunda a sexta-feira, a casa funciona com menu executivo pelo preço de R$ 19,90. Entre as opções estão estrogonofe de carne, arroz e batata-palha; alcatra, arroz, feijão e batata frita; contrafilé, arroz e batata noisette.

No espaço-boutique, anexo à casa, estão à venda maquinas para café, acessórios e os blends. O pacote de café de 250 g sai por R$ 22 (em grão ou moído). O ambiente, disposto em dois andares, tem capacidade para 50 pessoas.

 

* * *

Serviço

Rua Comendador Araújo, 268, Centro – (41) 3083-9609. De segunda a sexta, das 9 às 20 horas; sábado, das 9 às 18 horas.

Compartilhe

8 recomendações para você