Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Bares
Novo decreto flexibiliza atendimento nos bares de rua em Curitiba.| Foto: Albari Rosa/arquivo/Gazeta do Povo

A prefeitura de Curitiba divulgou nesta quarta-feira (6) atualização do decreto de bandeira amarela de alerta contra a Covid-19. Após 92 dias,  as regras para os estabelecimentos do setor gastronômico – como bares e restaurantes – foram flexibilizadas.

Agora, restaurantes, lanchonetes, padarias, confeitarias, bares  e eventos podem atender 70% da ocupação máxima. Também cai a regra de distanciamento de 1,5m entre as mesas nos estabelecimentos. O decreto será publicado ainda nesta quarta, e as regras seguem vigentes até 4 de novembro.

A ampliação da capacidade era uma reivindicação da classe, que vinha considerando as regras anteriores pouco efetivas para ajudar na retomada do setor.

Casas de show e casas noturnas também podem reabrir, mas respeitando os 70% de ocupação e limitação máxima de 1 mil pessoas, regra que vale também para casas de festas e recepções, que estavam permitidos de funcionar desde 15 de setembro, mas com a regra de que todos os presentes se mantivessem sentados.

Agora, com a atualização do decreto, pistas de dança poderão funcionar em área delimitada, com o uso de máscara e sem consumo de bebidas e alimentos na área delimitada para dançar; neste caso o consumo de alimentos e bebidas deve ser feito para clientes sentados.

Eventos esportivos com público externo e apresentações musicais e teatrais em espaços abertos, que já estavam liberados, poderão acontecer agora com 50% da ocupação, desde que com testagem prévia do público pelo método RT-PCR. Já convenções corporativas de interesse profissional também podem ser realizados sem limitação máxima de público, mas respeitando a regra de 70% de ocupação. Também não há mais necessidade de testagem prévia.

Continuam suspensos em Curitiba o consumo em tabacarias e bebidas alcoólicas em vias públicas (exceto em feiras livres e de artesanato).

Indicadores e vacinação

Para a flexibilização, o Comitê de Ética Médica da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) avaliou indicadores entre 28 de setembro a 5 de outubro. A queda diária de 46,7% no número de casos diários  de Covid-19 na capital e o avanço da vacinação (73% dos curitibanos com mais de 18 anos já estão com o esquema vacinal completo) também permite uma maior tranquilidade para que o comércio e serviços operem com menos restrições.

Uso de máscaras

O diretor do Centro de Epidemiologia, Alcides Oliveira, ressalta que, mesmo com um momento otimista, é muito importante que a população não abandone o uso de máscaras. “Elas se mostraram muito eficazes na prevenção da contaminação. Os indicadores ainda não permitem esse avanço [lexibilização do uso], mas estamos no caminho”, salienta.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]