Pessoas

50 Best

Chilena é eleita a melhor chef mulher da América Latina

Carolina Bazán, chef do restaurante Ambrosía e Ambrosía Bistrô, em Santiago do Chile, foi eleita a melhor chef mulher pela sétima edição do Latin America’s 50 Best Restaurants

por Flávia Schiochet Publicado em 30/08/2019 às 14h
Compartilhe

A chef chilena Carolina Bazán, do Ambrosía, foi anunciada como a melhor chef mulher da América Latina pela sétima edição do Latin America’s 50 Best Restaurants. O restaurante fica em Santiago, capital do Chile, e abriu no formato atual em 2013.

Chef Carolina Bazán. Foto: Divulgação

Chef Carolina Bazán. Foto: Divulgação

O reconhecimento é o primeiro de três prêmios individuais que são anunciados antes da cerimônia de premiação, que será em Buenos Aires no dia 10 de outubro. No próximo mês, os outros dois serão divulgados: American Express Icon Award, no dia 12 de setembro, e o Miele One To Watch Award, no dia 26 de setembro.

>>> Manu, em Curitiba, foi eleito o restaurante “para se ficar de olho” em 2018

No Ambrosía, Carolina reinterpreta sabores que conhece em viagens, com referências ao Peru, Colômbia, Argentina e Estados Unidos, por exemplo. “Minha filosofia na cozinha é que a comida tem de ser gostosa. Muitas vezes o prato não é bonito, mas deve ser saboroso. Se não for gostoso, não cumpre sua função”, disse em entrevista em vídeo ao 50 Best.

Peito suíno, batata-doce e marmelo, prato do Ambrosía. A chef Carolina Bazán foi eleita a melhor chef mulher pelo Latin America's 50 Best Restaurants 2019. Foto: Divulgação

Peito suíno, batata-doce e marmelo, prato do Ambrosía. A chef Carolina Bazán foi eleita a melhor chef mulher pelo Latin America’s 50 Best Restaurants 2019. Foto: Divulgação

A chef credita seu sucesso ao apoio que recebe da família e de seu entorno. “As cozinhas sempre foram das mulheres. Quase sempre, os homens aprendem a trabalhar na cozinha com suas mães, avós ou outra figura feminina. Quando as coisas mudaram e ter uma mulher na cozinha começou a atrair atenção? Isso é muito estranho. Com este prêmio, procuro inspirar mais mulheres a ousar”, disse em entrevista ao site da premiação.

Ao lado de Rosario Onetto, Carolina quer inspirar outras mulheres chefs a levarem a maternidade e vida profissional lado a lado. O casal tem dois filhos: Iñaki, de quatro anos, Mia, de três meses, e Rosario é também sua sócia e sommelière do Ambrosía.

Carolina Bazán quer mostrar que é possível equilibrar a vida pessoal, com família e filhos, e uma carreira de destaque. Foto: Divulgação

Carolina Bazán quer mostrar que é possível equilibrar a vida pessoal, com família e filhos, e uma carreira de destaque. Foto: Divulgação

Restaurante Ambrosía

A história do Ambrosía começa em 2003, numa gestão familiar de Carolina e sua mãe, em um imóvel no centro de Santiago. Com receitas familiares e uma cozinha liderada por uma jovem Carolina de 23 anos, o cardápio fez sucesso no almoço. Em 2010, a chef foi à França para poder levar o Ambrosía além.

Tartar de pescado, caldo de carne e gema de ovo, prato do restaurante Ambrosía. Foto: Divulgação

Tartar de pescado, caldo de carne e gema de ovo, prato do restaurante Ambrosía. Foto: Divulgação

Carolina trabalhou no Frenchie, sob a batuta do chef Grégory Marchand, e voltou a Santiago em 2013, quando repaginou o restaurante e mudou do centro para o bairro Vitacura. Passou a focar em ingredientes vindos do La Vega Central Market, rede de pequenos produtores da região, eliminou o freezer da cozinha e começou a servir jantar.

Com apenas um ano de funcionamento, o restaurante estreou na lista em 37ª posição e também como o One To Watch da América Latina em 2014. De 2015 a 2018, o Ambrosía intercalou subidas e descidas no ranking latino-americano: 32º em 2015, 20º em 2016, 33º em 2017 e 24º em 2018.

Salão do restaurante Ambrosía, em Santiago, no Chile. Foto: Divulgação

Salão do restaurante Ambrosía, em Santiago, no Chile. Foto: Divulgação

Melhores chefs mulheres

A categoria de melhor chef mulher é uma maneira de o prêmio internacional apoiar e promover a inclusão das mulheres na cozinha profissional.

Carolina Bazán, eleita a melhor chef da América Latina na sétima edição do prêmio 50 Best Restaurant para o continente. Foto: Divulgação

Carolina Bazán, eleita a melhor chef da América Latina na sétima edição do prêmio 50 Best Restaurant para o continente. Foto: Divulgação

Duas chefs brasileiras já receberam o título de melhor chef mulher nas edições anteriores da América Latina: Helena Rizzo, do Maní, em 2013 (e que no ano seguinte recebeu o título de melhor chef mulher do mundo) e Roberta Sudbrack em 2015.

Carolina Bazán é a primeira chilena a receber o reconhecimento. Antes dela, a mexicana Elena Reygadas, do Rosetta, em 2014; a dinamarquesa Kamilla Seidler, do Gustu, na Bolívia em 2016; a colombiana Leonor Espinosa, do Leo, em 2017; e a peruana Pía León, do Central e Kjolle, em 2018.

VEJA TAMBÉM

Os cinco melhores chefs de Curitiba que você precisa conhecer

Veja tudo o que rolou na décima edição do Prêmio Bom Gourmet


Compartilhe

8 recomendações para você