Bebidas

Ampliação

Cervejaria curitibana lança produtos para financiar nova fábrica

Novas instalações vão produzir três vezes mais cerveja do que a fábrica atual e já devem estar funcionando em maio

por Marina Fabri, especial para a Gazeta do Povo Publicado em 10/03/2017 às 16h
Compartilhe
Os irmãos Samuel e Paulo Cavalcanti, mestres-cervejeiros e sócios da Bodebrown. Foto: Divulgação

Os irmãos Samuel e Paulo Cavalcanti, mestres-cervejeiros e sócios da Bodebrown. Foto: Divulgação.

A premiada cervejaria curitibana Bodebrown quer ampliar sua fábrica. E para isso, eles optaram por uma forma diferente de arrecadar dinheiro para atingir esse objetivo: acabaram de lançar um novo site – mais precisamente, uma loja virtual – no qual as pessoas podem comprar “recompensas”. Além das cervejas, há itens especiais produzidos em edição limitada especialmente para a ocasião: camisetas e bonés. Os preços vão de R$ 35 a R$ 1,5 mil e os produtos são vendidos em pré-venda, com entrega prevista a partir de setembro.

“Nossa ideia é arrecadar dinheiro sem nos envolvermos com bancos ou financiamentos. O que queremos é que todo esse processo seja realmente feito entre nós, da Bodebrown, e as pessoas que gostam e acreditam no nosso ideal – queremos apostar na economia colaborativa”, explica Samuel Cavalcanti, mestre cervejeiro e proprietário da cervejaria.

O objetivo é arrecadar pelo menos mais R$ 1,5 milhão (até agora, a construção da nova planta já custou mais R$ 1,5 milhão). “Pelo próprio site é possível acompanhar o total arrecadado, além disso, quem se cadastra e compra terá acesso também a um hotsite com todas as informações sobre o progresso da obra – como se fosse um sócio virtual mesmo”, explica Cavalcanti.

A fábrica atual, localizada no Hauer, em Curitiba, tem capacidade de produção de cerca de 40 mil litros de cerveja por mês. Mas o número ficou pequeno para a Bodebrown, que vem colecionando prêmios e colaborações com cervejarias estrangeiras nos últimos anos. E as novas instalações, que ficam na mesma rua Carlos de Laet (porém não no mesmo imóvel), já estão sendo finalizadas. O que for arrecadado com as vendas de produtos no novo site será destinado à compra das máquinas para equipar a nova unidade. A nova instalação terá capacidade para 120 mil litros por mês.

A estimativa é de que os equipamentos cheguem e sejam instalados em abril deste ano (pois alguns já foram comprados) e que a fábrica comece a operar em maio. Para comemorar, estão previstas festas de inauguração e outros eventos voltados para quem contribuir com a campanha.

Recompensas

Kit da Double Perigosa 18% com cerveja de 330 ml e taça de 300 ml (R$ 109) e kit da 4-Blés com cerveja de 750 ml e taça de 300 ml (R$ 149). Foto: Divulgação.

Kit da Double Perigosa 18% com cerveja de 330 ml e taça de 300 ml (R$ 109) e kit da 4-Blés com cerveja de 750 ml e taça de 300 ml (R$ 149). Foto: Divulgação.

Já estão à venda dois rótulos da cervejaria em vários kits especiais com growlers e taças – a Double Perigosa 18% e a 4-Blés Millésime. A Double Perigosa 18% é a cerveja mais alcóolica do Brasil (com 18%, como indica o próprio nome) – a edição que está sendo vendida ficou envelhecendo durante 24 meses em barricas de carvalho francês que foram usadas para envelhecer vinho Cabernet Sauvignon. Já a segunda, 4-Blés Millésime, que acabou de levar a medalha de bronze no Concurso Brasileiro de Cervejas (categoria Belgium Style Quadrupel), é produzida com quatro tipos de trigo: flocado, caramelizado, torrado e defumado em carvalho.

Ao longo dos próximos meses, outros oito títulos devem entrar também na loja em kits especiais – essa fase está prevista para durar até outubro ou novembro. Depois disso, devem ser postas à venda algumas edições colaborativas que a Bodebrown fez com cervejarias estrangeiras.

Prêmios
A cervejaria acaba de levar 11 medalhas no Concurso Brasileiro de Cervejas (um dos principais do mundo no setor, cuja 5ª edição foi realizada essa semana) — quatro de bronze, quatro de prata e três de ouro. Por conta disso, levou também o título de 2.º lugar na categoria Cervejarias do Ano (foi a segunda a ter mais medalhas nesta edição) e o Prêmio Especial, já que participaram de todas as cinco edições do concurso e são recordistas em medalhas.

***

Leia também:

>>> Paraná foi o terceiro mais premiado no Concurso Brasileiro de Cervejas

>>> 26 restaurantes do Festival Bom Gourmet têm rolha livre

Compartilhe

8 recomendações para você