Pessoas

Paranaense vence Campeonato Brasileiro de café na Aeropress

Hugo Rocco, do Moka Clube, vai representar o Brasil no mundial em Dublin, na Irlanda, no meio do ano

por Flávia Schiochet Publicado em 07/04/2016 às 15h
Compartilhe
Hugo Rocco comemora o primeiro lugar no Campeonato Brasileiro de Aeropress. Foto: Felipe Waltrick/Divulgação

Hugo Rocco comemora o primeiro lugar no Campeonato Brasileiro de Aeropress. Foto: Felipe Waltrick/Divulgação

O paranaense Hugo Rocco venceu o segundo Campeonato Brasileiro de Aeropress. A competição é específica para quem domina o método de extração desta cafeteira e foi a primeira competição da qual Hugo participou. Ele é coffee hunter (caçador de café) do clube de assinatura de cafés Moka Clube, e usa o modelo de cafeteira desde 2008, quando morava em Londres. A disputa foi realizada em março no Nex Coworking, em Curitiba.

>>> Conheça o perfil dos reis do café curitibano

>>> Festival de cafés tem 28 combos a partir de R$ 9; veja o menu completo

>>> Cafeteria lança assinatura mensal para tomar quantos cafés quiser

“Todas as cafeterias de Curitiba têm um barista premiado em competições nacionais e internacionais e eu queria um prêmio também, a possibilidade de disputar um mundial me motivou. Esse prêmio é fruto de um estudo de extração que fiz ano passado”, diz. Em junho, Hugo vai disputar o mundial World Aeropress Championship, em Dublin, na Irlanda. O modelo de cafeteira, usado na competição, foi lançado pelo norte-americano Alan Adler em 2005 e o campeonato mundial existe desde 2008.

Aeropress é uma cafeteira versátil, criada em 2005 pelo norte-americano Alan Adler. Foto: Divulgação

Aeropress é uma cafeteira versátil, criada em 2005 pelo norte-americano Alan Adler. Foto: Divulgação

O equipamento pode ser usado de diversas formas, com mais ou menos pressão feita pelo barista, tempo de infusão, moagem do grão e temperatura da água. Tudo isso influencia no sabor que a bebida terá. Ele escolheu o método invertido para preparar um grão de Piatã, na Bahia, torrado pela 4Beans, o café que foi usado por todos os competidores da etapa nacional.

Hugo comemora durante o Campeonato Brasileiro de Aeropress. Foto: Olívia D'Agnoluzzo/ Divulgação

Hugo comemora durante o Campeonato Brasileiro de Aeropress. Foto: Olívia D’Agnoluzzo/ Divulgação

As características presentes no café servido na competição foram o realce do sabor frutado, a acidez oriunda da torra clara e do terroir da região baiana. Qualquer tempo a mais de infusão poderia amargar demais o café e Hugo fez mais de 50 testes para chegar no resultado campeão nacional. “Eu fazia quatro cafés na Aeropress por dia, testando diferentes moagens e tipos de água”, contou.

Compartilhe

8 recomendações para você