Bebidas

Notas Báquicas

Degustação do mês: syrahs chilenos

Guilherme Rodrigues provou às cegas 15 rótulos destes vinhos, com valor de até R$ 80, e indica quais valem a pena comprar

por ccoelho Publicado em 21/07/2011 às 00h
Compartilhe

Os tintos elaborados com a uva Syrah são perfeitos para os dias e noites de inverno. Mostram uma cor escura retinta, com bodas azuladas. São untuosos, encorpados, com um coração de fruta madura. Trazem aromas e sabores adicionais a cacau, café, torrefação, er­­vas aromáticas, e um leve floral. Com boa estrutura, escoram bem os pratos mais ricos servidos nas estações frias, assim como acompanham refeições mais leves.

Confira o vídeo da degustação dos vinhos

Consta que a uva Syrah (ou Shiraz) foi trazida da Pérsia, pelos cruzados – ou ainda antes, durante a civilização gre­­ga e o Império Romano. Outros entendem que seja originária da Itália ou da França. Fato é que produz alguns dos melhores tintos do mundo no seu terroir original, o norte do Rhône. Espalhou-se pelo mun­­do após o sucesso da vinicultura australiana, onde predomina, a partir da década de 1980.

No Chile desenvolve-se muitobem. Dá vinhos menos cheios e ricos que os australianos, com ares franceses, de boa untuosidade, cremosidade, base e frutado rica, e boa estrutura. De cor retinta, os vinhos provados agradecem arejamento de pelo menos meia hora.

Testamos às cegas 15 dos melhores Syrahs chilenos disponíveis no mercado. Todos foram aprovados. Apresen­tamos aqui os seis campeões, com algumas relações custo-benefício surpreendentes. A prova ocorreu na adega do restaurante Porcini Trattoria (Rua Buenos Aires, 277, Batel), muito bem servida pelo competente sommelier Adriano Fabiano. Após a prova, a cozinha do chef Gilberto Prado serviu um revigorante jantar. Tudo acompanhado pelo restaurateur Fabio Pereira.

Veja o vídeo da degustação:

***

Tags: degustação
Compartilhe

8 recomendações para você