Pessoas

Doces e sobremesas são o grande terror do MasterChef

No episódio que foi ao ar nesta terça-feira (3), os jurados testaram mais uma vez a técnica pâtisserie dos aspirantes a cozinheiros com uma prova para fazer macaron

por Bruna Covacci Publicado em 04/05/2016 às 11h
Compartilhe

A pâtisserie continua sendo um pesadelo para quem disputa o título de MasterChef Brasil. No episódio que foi ao ar nesta terça-feira (3), a prova da eliminação consistia em preparar três macarons, doces tradicionais franceses, de cores e sabores diferentes, para o terror dos candidatos. Sem cumprir as exigências, Gabriella Palinkas deixou a competição. A prova da eliminação foi realizada logo depois da temida caixa misteriosa e um jogo sobre conhecimentos de ingredientes. A paranaense Thaiana Wosniak se livrou de fazer eliminação logo no começo ao se destacar na primeira prova.

>>> Ponto do molho e criatividade com ingredientes da cesta básica definem eliminação do MasterChef

>>> Apesar de deslize, paranaense continua na disputa do MasterChef

>>> Hellen Cruz é a primeira eliminada do programa

>>> Paranaense disputa título de MasterChef Brasil

Programa começou com mais uma caixa misteriosa. Foto: Divulgação/Band.

Programa começou com mais uma caixa misteriosa. Foto: Divulgação/Band.

Assim que adentraram a cozinha, os 17 participantes se depararam com a caixa misteriosa. Lá dentro tinha um filé T-bone, corte traseiro do boi com contrafilé, mignon, osso e gordura, e outros ingredientes como temperos, batatas, milho, maçã e queijo. A prova consistia em preparar o filé inteiro e combiná-lo a um molho barbecue, estilo a culinária americana.

A paranaense Thaiana durante o preparo do seu t-bone.

A paranaense Thaiana durante o preparo do seu t-bone.

De acordo com Paolla Carosella, chef e jurada especialista em carnes, o segredo do preparo da peça é dourar na chapa quente e só depois, selada, levá-la ao forno. “É uma carne com ponto difícil porque tem dois cortes muito diferentes. Se você coloca direto no forno ela seca”, disse. Depois disso, a jurada ainda lembrou que mais importante que o ponto da carne é o sabor. “Não importa um ponto perfeito se a peça não estiver temperada. E se o ponto passar um pouco, mas o prato estiver saboroso… Ganhou!”, explicou.

Lee foi considerado o melhor da prova. Foto: Divulgação/Band.

Lee foi considerado o melhor da prova. Foto: Divulgação/Band.

Apesar de pecar na apresentação, a paranaense Thaiana cozinhou um prato com barbecue de goiaba saboroso e o filé no ponto correto. Ao lado de Luriana Toledo, Leonardo Young, Raquel Novais e Lee Fu Kuang, que também ganhou o título de melhor da prova, Thaiana se destacou e não precisou participar das outras etapas do dia. Logo em seguida aconteceu a primeira prova rápida da edição, que salvou mais dois participantes. Eles precisaram reconhecer ingredientes apenas pela visão, tato e olfato. Vanesa Vagnotti e Bruna Chaves foram as melhores colocadas.

Prova rápida. Foto: Divulgação/Band.

Prova rápida. Foto: Divulgação/Band.

Os outros 10 participantes encararam a confeitaria francesa no desafio final, numa prova que o jurado Érick Jacquin considera não haver margem de erro. Pedro Lima ganhou prova de eliminação e Paula Salles ficou em segundo. Gabriela, Gleice Simão e Lívia Chatiard foram as 3 piores.

Macarons coloridos. Foto: Divulgação/Band.

Macarons coloridos. Foto: Divulgação/Band.

Gabriella saiu porque, segundo Jacquin, não seguiu a regra de apresentar macarons de três cores diferentes. A escolha causou polêmica nas redes sociais. Apesar servir macarons ok, o fato de eles estarem sem cor tirou a participante da disputa. Ela havia colorido outros doces, mas como eles ficaram crus, preferiu apresentar aqueles que estavam finalizados e saborosos.

Gabriella deixou o programa na última terça-feira (03). Foto: Divulgação/Band.

Gabriella deixou o programa na última terça-feira (03). Foto: Divulgação/Band. 

Compartilhe

8 recomendações para você