Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Restaurante cozinha ociosa
Solução permite ao restaurante utilizar a capacidade ociosa da cozinha operando diferentes culinárias.| Foto: Bigstock

Um restaurante com capacidade ociosa está deixando de ganhar dinheiro – ou mesmo perdendo. Se a cozinha é utilizada apenas na hora do almoço, por que não implantar uma nova operação na hora do jantar mesmo sem abrir as portas?

É o que propõe a solução criada pela startup curitibana Clouki, que licencia marcas das mais variadas culinárias para utilizar esse tempo ocioso da cozinha do restaurante. O projeto está em vigor há apenas nove meses e já conta com 22 estabelecimentos credenciados em três cidades do Paraná e Santa Catarina.

Eles operam oito marcas que servem somente através do delivery, o que permite ao restaurante contratar apenas a equipe necessária para este serviço. Para Bernardo Buschle, CEO da Clouki, a ideia surgiu a partir de uma necessidade própria.

“A gente já tem restaurante há muito tempo, e vivemos essa dor na pele diariamente, de como otimizar os custos e alavancar as vendas. Durante a pandemia, começamos a colocar algumas marcas a mais e vimos que seria possível ter diferentes estilos culinários em uma mesma cozinha”, conta.

A solução criada pela Clouki tem uma taxa de adesão de R$ 5 mil e royalties mensais que variam de 8% a 10%. A implantação dura em torno de dez dias, com todo o treinamento necessário da equipe e transferência de conhecimento e manuais de operação, fichas técnicas e nutricionais dos pratos, etc.

Ouça abaixo a entrevista completa de Bernardo Buschle ao podcast Mercado Gastronômico, do Bom Gourmet Negócios, disponível também no Spotify e no Deezer.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]