Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Confeitaria Matrioska
A chef Lilian Lúcia Graciano, da Matrioska Cuques e Bolos Caseiros, com a mãe Ludmila Krawczuk Graciano, criadora da receita da cuca.| Foto: Rodrigo Pierrot/Gazeta do Povo

Muitas das memórias de infância costumam ser ligadas ao aroma de comida caseira e ao sabor dos doces e quitutes feitos por mães e avós. E não foi diferente com a chef Lilian Lúcia Graciano, da confeitaria Matrioska Cuques e Bolos Caseiros, cujas receitas são um dos grandes patrimônios da família.

“Muitas das receitas que produzo hoje foram desenvolvidas pela minha mãe e pela minha avó”, conta Lilian.

A história da família com a confeitaria começou ainda na infância da matriarca Ludmila Krawczuk Graciano, ucraniana refugiada da Segunda Guerra Mundial, que vendia doces para ajudar no sustento familiar.

Já casada e com filhos, Ludmila seguiu vendendo doces em diversos pontos e feiras de Curitiba, garantindo não só a renda e o sustento, mas também muito sucesso com receitas como a do biscoito amanteigado casadinho de goiabada e, é claro, das famosas cucas.

Um doce negócio

Nos anos 1980, os doces de dona Ludmila ganharam a cidade e a Confeitaria Graciano surgiu, com revenda dos quitutes também em mercados e no Mercado Municipal. A família teve confeitarias nos bairros Hauer e Guabirotuba, além de um ponto fixo na feira do Juvevê por mais de 30 anos.

Em meados dos anos 1990, dona Ludmila parou com as feiras, mas a produção e as encomendas nunca pararam.

“Minha mãe sempre foi destemida e uma mulher à frente do seu tempo, que enfrentou muitas coisas. Sem dúvida, uma inspiração. E, apesar de ter seguido outros rumos profissionais, o cheiro e a felicidade da cozinha sempre estiveram comigo”, relembra Lilian.

Foi inspirada por essas memórias que, em 2015, abriu a Matrioska e também se especializou em cucas e em gastronomia autoral pela PUC-RS.

Confeitaria Matrioska: Entre cucas e sonhos

Confeitaria Matrioska
O amor pela confeitaria e pela cuca foi passado de mãe para filha. | Rodrigo Pierrot/ Gazeta do Povo

As receitas de dona Ludmila surgiram do sonho de ter uma vida melhor e, por isso, o nome escolhido, Confeitaria Matrioska, é uma homenagem à matriarca, que inspirou e emprestou as suas receitas de sucesso ao espaço e que, ainda hoje, vez ou outra empresta seu talento.

“Ela está com 80 anos, mas quando me aperto, ela vem aqui nos ajudar com a produção”, conta Lilian. 

A localização atual da loja também era um sonho antigo da família confeiteira. “Quando nós vendíamos nossos doces na feira do Juvevê, meu pai sempre sonhava em ter uma confeitaria neste ponto em que estamos hoje. Por isso, quando eu vi que ele estava disponível, não pensei duas vezes. É como um retorno para onde tudo começou”, comemora.

As receitas são as mesmas desde sempre. As cucas são feitas artesanalmente, sem conservantes, com massa macia e úmida, além da tradicional farofa como cobertura.

Quem visita a Matrioska também encontra bolos caseiros, bolos recheados e biscoitos. “É um resgate dos sabores da infância e dos produtos caseiros, frescos, produzidos pelas nossas mães e avós”, conclui Lilian.

E, para quem quiser se aventurar a produzir a tradicional cuca em casa, a confeiteira dividiu uma das receitas da família.

Confira:

Confeitaria Matrioska
Entre as receitas de cuca, a de banana é uma das mais procuradas.| Rodrigo Pierrot/Gazeta do Povo

Cuca de banana

Ludmila Krawczuk Graciano e chef Lilian Lúcia Graciano
Rendimento1 forma retangular grande 25 x 35 cm
PreparoFácil

Ingredientes

  • Massa:
    3 ovos
    100 g de açúcar 
    100 g de manteiga temperatura ambiente 
    450 g de trigo peneirado
    300 ml de leite
    15 g de fermento biológico 
    5 g de fermento químico 
  • Recheio: 
    Banana em rodelas ou outra fruta
  • Farofa: 
    100 g de açúcar 
    100 g de manteiga
    150 g de trigo (ou até dar ponto)

Modo de Preparo

  1. Farofa:
    Misture os ingredientes até formar uma farofa.
  2. Massa: 
    Misture os ingredientes secos. Acrescente o leite aos poucos e bata na batedeira até ficar uma massa bem molinha. Coloque na forma e deixe crescer por cerca de 40 minutos. Após a pré-fermentação, cubra com a banana e depois com a farofa. Leve ao forno pré-aquecido a 180°C por cerca de 40 minutos ou até que a farofa fique dourada. 

A Matrioska Cucas & Bolos fica na Rua Augusto Stresser, 318, Alto da Glória.
@matrioskaboloscaseiros.oficial

Conteúdo editado por:Guilherme Grandi
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]