Plantão

comida de rua

Único food truck de Curitiba licitado começa a operar em locais públicos

Três meses após ganhar a licitação da Prefeitura, o veículo da Mulher Massa estará na rua a partir de segunda (10), no Cabral e no Parque Barigui

por Priscila Bueno, especial para a Gazeta do Povo Publicado em 05/10/2016 às 20h
Compartilhe
Food Truck-Mulher Massa-Curitiba

Foto: Antonio More/ Gazeta do Povo

Três meses após ter vencido a licitação para explorar os espaços públicos, o food truck Mulher Massa começa a operar na próxima segunda-feira (10), em Curitiba. A primeira parada é no Cabral: o veículo estará estacionado na Praça São Paulo da Cruz,  das 11 às 15 horas.

O caminhão,que pertence à Bom Strudell, serve nhoque, ravióli de carne, frango e ricota e penne integral com molhos quatro queijos, bolonhesa, tomate com manjericão e pesto, além de salada no pote, salada de frutas e refrigerante. Os pratos custam a partir de R$ 15. “A expectativa não podia ser melhor”, diz a empresária Eloísa Carraro,

Além do ponto no Cabral, onde estaciona toda segunda, quarta e sexta, das 11 às 15 horas, o food truck ganhou também outro local: no Parque Barigui opera às terças, quintas e sábados, também das 11 às 15 horas.

>>> 6 cafeterias para trabalhar remotamente em Curitiba

>>> Por que um hambúrguer chega a custa R$ 40

>>> Visitamos duas cozinhas do McDonald’s e contamos o que vimos

Depois de ter sido a única participante e vencedora da concorrência pública – a Associação Paranaense de Food Trucks (APFT) boicotou o processo como uma forma de protesto porque o texto do edital não atendia às demandas do setor –, a empresária esperou cerca de dois meses para que a Secretaria de Transporte (Setran) pintasse a sinalização dos seus espaços. Após matéria publicada no Bom Gourmet na semana passa sobre a demora da Prefeitura, a empresária afirmou que a sinalização ocorreu logo no dia seguinte.

Nesta quarta-feira (5), a Prefeitura comunicou à empresária que o food truck está liberado para começar a trabalhar a partir da próxima segunda. Por meio da assessoria de imprensa, a Secretaria de Urbanismo informou que o alvará da empresária, que tem validade de um ano, começa a valer a partir da data efetiva de operação.

Compartilhe

8 recomendações para você