i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Literatura

Autor que irritou McCartney é escolhido para escrever biografia do beatle

O livro, que tem previsão de lançamento para 2015, vem sendo escrito após uma "aprovação silenciosa" de Paul, segundo o autor

  • PorFolhapress
  • 17/04/2013 13:32

O escritor Philip Norman, famoso biógrafo que escreveu "Shout! The Beatles in their Generation" e "John Lennon: A Vida", consideradas as mais completas biografias sobre os Beatles, assinou um contrato com a editora Little, Brown and Company para escrever sobre a vida de Paul McCartney. O livro, que tem previsão de lançamento para 2015, vem sendo escrito após uma "aprovação silenciosa" de Paul, segundo o autor. "Ele não está cooperando diretamente com o projeto, mas não se opôs às minhas entrevistas com seus amigos próximos", disse Norman. A falta de objeções, de certa forma, demonstra uma aproximação entre McCartney e o autor nos últimos anos.

Quando "Shout!" foi publicado, Paul criticou o livro, afirmando que o biógrafo tentava se aprofundar em especulações sobre a banda, como uma suspeita de assassinato do empresário dos Beatles, Brian Epstein, cuja morte foi considerada acidental pela polícia. Norman cortou o episódio das edições seguintes. McCartney chegou a declarar que o biógrafo o retratou como "subserviente" a John Lennon e que parecia considerá-lo um músico inferior. Mais tarde, ao escrever a biografia de Lennon -que teve a aprovação prévia de Yoko Ono-, Norman foi criticado pela viúva do músico pelo motivo oposto e retratar Lennon injustamente. "Fui acusado de ser contra Paul em 'Shout!' e depois cheguei a conclusão que talvez tivesse mesmo sido um pouco injusto com ele." Enquanto escrevia o livro sobre Lennon, Paul McCartney concordou em responder às perguntas do biógrafo por e-mail. Philip Norman também é autor de "Sympathy for the Devil: The Rolling Stones Story," "Elton John," "Rave On: The Biography of Buddy Holly" e "Mick Jagger".

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.