i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Literatura

Balada de um imigrante cronicamente russo

Livro narra, de forma irônica e inteligente, a vida dos imigrantes russos em Berlim

  • PorSandro Moser
  • 14/09/2013 21:04
Kaminer: crônica dos costumes russos na Berlim cosmopolita | Imagens: Divulgação
Kaminer: crônica dos costumes russos na Berlim cosmopolita| Foto: Imagens: Divulgação
  • Crônicas - Balada Russa - Wladimir Kaminer. Tradução de Claudia Abeling, Globo, 176 págs., R$ 34

No início da década de 1990, uma leva de imigrantes judeus russos desembarcava diariamente nas estações de trem de Berlim Oriental. A força que os atraía era um boato que circulava em Moscou: como uma espécie de compensação pelo fato de não ter "casado" a sua parte na reparação de guerra para Israel, o governo da Alemanha Oriental recebia de braços abertos judeus de outros Estados europeus.

Uma multidão de russos (e de países vizinhos da cortina de ferro) que em seus locais de origem omitiam a descendência, partiram para Alemanha levando, em geral, apenas o registro étnico do passaporte.

Entre as famílias que se aventuraram estava a de Wladimir Kaminer. À época com 22 anos, o ex-estudante de teatro em Moscou era mais um jovem russo que não sabia exatamente o que o esperava e o que ele poderia fazer no país que escolheu como novo lar.

Um país que em pouco tempo deixou de existir – alguns meses após sua chegada, o muro de Berlim foi derrubado e a Europa mudou de cara e de nome. A história de seus primeiros dez anos no novo território, circulando no submundo da ilegalidade ao lado da comunidade de imigrantes russos, turcos, vietnamitas e outras etnias na Alemanha pós-Guerra Fria até os dias de hoje está em Balada Russa que chega ao Brasil pela editora Globo.

Livro de estreia do autor, lançado originalmente no ano 2000, e que chegou a encabeçar as listas de mais vendidos na Alemanha e serviu de argumento para o roteiro do filme Russendisko, dirigido por Oliver Ziegenbalg em 2012.

Os textos que misturam memória do autor e ficção são chamados de contos pela editora na falta de uma palavra melhor, já que muitos têm, na verdade, a estrutura, o formato, o temperamento e a leveza da boa e velha crônica brasileira .

Kaminer descreve com linguagem cotidiana, enxuta e em tom de ironia permanente, próprio dos bons escritores russos, situações pitorescas e grandes roubadas em que ele e os demais exilados se envolvem tentando sobreviver em Berlim.

Falando de momentos de sua vida ou de amigos e parentes, as crônicas – algumas impagavelmente engraçadas – falam da difícil adaptação dos rudes costumes soviéticos ao sofisticado capitalismo alemão.

No painel vivo que criou, aparecem personagens inacreditáveis em situações pitorescas: atrizes que se viram como atendentes de telesexo, uma babá que vende o corpo para pesquisas científicas, as singulares noivas russas e os pequenos escroques e mafiosos.

A cidade também é um personagem importante, e o livro mostra como ela foi se transformando de uma metrópole formal e envergonhada, na mais cosmopolita, aberta e multicultural capital da Europa.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.