Uma das mais bem-sucedidas franquias da história do cinema nasceu de forma inusitada. Em 1990, a Universal Studios adquiriu os direitos de “Jurassic Park”, romance de Michael Crichton, antes mesmo de a obra ser publicada. A aposta não poderia ter sido mais certeira. O livro, lançado no mesmo ano, se tornou um sucesso, enquanto o filme, que veio três anos depois, quebrou recordes de bilheteria.

“Jurassic Park” ganhou as telas em 1993 pelas mãos de um mestre do cinema de entretenimento, Steven Spielberg. No filme, um grupo de cientistas trazia dinossauros de volta à vida. Fazendo jus ao seu idealizador, a produção revolucionou o gênero, exibindo as criaturas pré-históricas com uma riqueza de detalhes jamais vista. Com os efeitos especiais e o expertise de Spielberg, “Parque dos Dinossauros” impressiona espectadores de todas as idades até hoje.

Com quase US$ 1 bilhão arrecadados após o lançamento, o filme se tornou a maior bilheteria da história até então e deu origem a duas sequências. “Jurassic Park – O Mundo Perdido”, de 1997, ainda foi dirigido por Spielberg, enquanto em “Jurassic Park 3” (2001) ele ficou apenas na produção. Quem dirigiu foi Joe Johnston. Apesar do bom desempenho junto ao público, as continuações não empolgaram os críticos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]