Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | Robson Fernandjes/Fotos Públicas
| Foto: Robson Fernandjes/Fotos Públicas

A exposição interativa "O mundo segundo Mafalda", que recria o universo da menina mais famosa das histórias em quadrinhos latino-americanas que cativou crianças e adultos na Argentina, México e Chile, chegou na terça-feira (16) a São Paulo para comemorar os 50 anos da personagem.

Criada pelo desenhista argentino Joaquín Salvador Lavado Tejón, o Quino, Mafalda, dona da frase "já que não conseguimos amar uns aos outros, por que não tentamos amar outros aos uns?", chega agora à capital paulista, com a intenção de se aproximar do público jovem.

A mostra, que será exibida no espaço cultural da Praça das Artes, recria ambientes e personagens que fazem parte das tirinhas, como o famoso Citroën 2CV dirigido pelo pai de Mafalda, sucatas criadas pela protagonista e seus famosos globos terrestres, e um espaço dedicado ao "pássaro louco", que a personagem tanto gostava.

E como não podia ser diferente, seus amigos, Manolito, Felipe, Susanita, Miguelito, Guille e Libertad também estão presentes, além de alguns objetos utilizados por Mafalda, como a vitrola que reproduz os sucessos dos Beatles e a mesa em que a família se sentava para as refeições.

A exposição é uma viagem feita por meio de 13 reproduções que demonstram a forte contemporaneidade e atualidade da menina de frases primorosas, muitas delas destacadas nas paredes da exposição.

De fato, algumas de suas opiniões críticas sobre o mundo provocaram o receio dos censores na ditadura militar na Argentina (1976-1983).

Há também um espaço para que as crianças desenhem e se divirtam com brinquedos de Mafalda.

"Espero que os leitores que gostam da 'Mafalda' possam acompanhar meu trabalho e desfrutar em família da exposição", declarou Quino.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]