Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Jovem usuário joga Pokémon Go em Hong Kong: a febre está passando? | Anthony Wallace/AFP
Jovem usuário joga Pokémon Go em Hong Kong: a febre está passando?| Foto: Anthony Wallace/AFP

O Pokémon Go tem menos de dois meses de operação e já alcançou números assustadores – principalmente para outras empresas de tecnologia que não a Nintendo e a Niantic Labs. Mas, de acordo com pesquisa da Axiom Capital Management publicada pela Bloomberg, o declínio já começou. Medição feita até 18 de agosto mostrou que o game perdeu 15 milhões de usuários em um mês - no ápice, eram 45 milhões.

De acordo com Victor Anthony, analista da empresa que fez a pesquisa, Facebook, Twitter , Snapchat e outras companhias que se sentiam ameaçadas já podem se sentir aliviadas com a tendência de declínio do aplicativo

Anthony também acredita que, se os números continuarem baixando, isso indicará problemas não apenas para o Pokémon Go, mas para a realidade aumentada em geral.

O termo, que designa a tecnologia que mistura elementos dos mundos real e virtual, tem sido menos buscado no Google, mas o “interesse na realidade virtual permanece alto”.

Engajamento

O gráfico da Axiom também usa dados da empresa Apptopia, que mostra que o engajamento, tempo que os usuários passam caçando e treinando monstrinhos, também caiu mais de 50%.

O chamado ‘pico’ de utilização ocorreu duas semanas após o lançamento. Hoje, são aproximadamente 30 milhões de jogadores . A queda não é incomum quando se trata do mercado mobile. A Verto Analytics tem estudos que mostram que 30% dos usuários abandonam os aplicativos nas primeiras semanas de lançamento.

Nesse período de ‘febre alta’, o game era o aplicativo gratuito mais baixado. Hoje, caiu para o 11º lugar.

Recordes

Em ascendência ou não, esse quase bimestre de reinado do Pokémon Go (no Brasil, está disponível desde o dia 3 de agosto) já rendeu cinco recordes no Guinness.

O primeiro foi de “Jogo mobile mais baixado no primeiro mês”, com 130 milhões de downloads. O segundo recorde foi por ter gerado a maior receita bruta por jogo mobile no primeiro mês, com arrecadação de US$ 206,5 milhões (mais de R$ 665 milhões).

A terceira categoria do livro dos recordes em que Pokémon Go se deu bem diz respeito à velocidade com que atingiu US$ 100 milhões: demorou apenas 20 dias e se tornou o mais rápido jogo mobile a faturar a quantia.

A categoria “Jogo mobile no topo do maior número de rankings internacionais”, dividida em número de downloads e receita, rendeu o quarto e o quinto recordes ao game.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]