Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Justin acena para fãs no terraço do Copacabana Palace | Fabrizia Granatieri/Divulgação
Justin acena para fãs no terraço do Copacabana Palace| Foto: Fabrizia Granatieri/Divulgação

Justin Timberlake, aos 32 anos, é o maior astro da música pop contemporânea. Seu último álbum The 20/20 Experience, cuja segunda parte será lançada em 30 de setembro, é um dos grandes sucessos de venda deste ano (mais de 2,2 milhões de cópias apenas nos Estados Unidos) e tem sido citado por críticos importantes com um dos melhores discos de 2013, ao lado de The Next Day, de David Bowie. Mas o cantor, que fechou a terceira noite do Rock in Rio no último domingo, quer mais.

No sábado, um dia antes de subir ao palco do festival carioca, ele dedicou boa parte de sua tarde a seu lado B, o de ator, divulgando para a imprensa latino-americana o longa-metragem Aposta Máxima, thriller assinado do cineasta Brad Furman (do elogiado O Poder e a Lei, com Matthew McConaughey), que estreia no Brasil no dia 4 de outubro. Na trama, Justin vive o papel de Richie Furst, estudante da seleta Universidade de Princeton (Nova Jersey), que para custear os estudos se envolve em um negócio arriscado: ele arregimenta colegas para jogar pôquer a dinheiro on-line.

Quando as atividades de Furst são descobertas, e ele passa a correr o risco de ser expulso da universidade e perder tudo o que conquistou, inclusive bastante dinheiro, ele resolve fazer uma última grande aposta, na tentativa de recuperar o que perdeu. Decide enfrentar, cara a cara, o chefão do esquema, Ivan Block, vivido por Ben Affleck, ator e diretor de Argo, vencedor do Oscar de melhor filme deste ano. O gângster comanda suas operações na Costa Rica, para onde o universitário vai.

Ben Affleck

Em entrevista coletiva realizada no hotel Copacabana Palace, Justin disse que, embora tenha gostado do roteiro de Aposta Máxima, o ingresso de Affleck no elenco, como o grande vilão da história, definitivamente fez com que todo o projeto se tornasse muito mais atraente. "Não é todos os dias que temos a oportunidade de trabalhar com alguém como Ben, que é um ótimo ator e hoje um dos melhores cineastas americanos em atividade. Com ele, eu faria qualquer coisa. Sair para comer um bife, eu toparia", brincou.

Coproduzido por Leonardo DiCaprio, Aposta Máxima, em algum momento ao longo dos últimos anos foi um projeto no qual o astro de Titanic pretendia atuar. "Não sei em qual dos papéis principais", disse Justin. E, eventualmente, chegou às mãos do astro pop, para quem a carreira de ator não parece, de forma nenhuma, incompatível com a de cantor. "Sou mais metódico do que frívolo, consigo equilibrar as duas atividades. Não sou um jogador de futebol, que sabe apenas fazer uma coisa. Ainda estou razoavelmente jovem e pretendo cantar e atuar por muito tempo."

Virada

Para Timberlake, a grande virada em sua carreira de ator aconteceu quando o diretor David Fincher o convidou para trabalhar em A Rede Social. No filme, que conta a história da criação do Facebook, o cantor vive o papel de Sean Parker, cofundador do Napster, programa de compartilhamento de arquivos pela internet.

"A partir de A Rede Social, comecei a receber muito mais e melhores roteiros, e tenho tido grandes oportunidades, como a de trabalhar com diretores que eu admiro muito, como os irmãos [Ethan e Joel] Coen [no filme Inside Llewyn Davis, vencedor do Grande Prêmio do Júri no Festival de Cannes deste ano]", conta.

O jornalista viajou a convite da Fox.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]