Sem fazer shows desde março, Rihanna parece estar enferrujada. | DJM/Dylan Martinez
Sem fazer shows desde março, Rihanna parece estar enferrujada.| Foto: DJM/Dylan Martinez

Um dos grandes nomes da música pop da atualidade, Rihanna foi responsável por encerrar o penúltimo dia do Rock in Rio, na noite deste sábado (26), no Rio de Janeiro. Mesmo com um repertório formado pelos principais hits de sua carreira, a artista nascida em Barbados pouco empolgou em sua performance que parecia estar sendo feita durante uma maratona.

Com vinte minutos de atraso, a cantora subiu ao palco e iniciou a apresentação com Rockstar 101, emendando com os hits Only Girl, S&M e Jump. E quando falamos em emendar, não se trata de uma sequência, e sim de um grande medley: mais da metade do setlist foi apresentado em partes, com faixas sendo costuradas e não cantadas em sua totalidade.

A pequena indignação dos fãs com o repertório enxuto ganhou força com o figurino da artista, em ambos sendo alvo de críticas (e memes) nas redes sociais. Trajando uma capa amarela – parecendo uma cortina gigantesca –, Rihanna parecia muitas horas presa pelo acessório.

Em alguns momentos, a dona do sucesso Umbrella até fazia pequenos comentários com o público, mas nada muito emblemático. Para completar, o palco também não colaborou: a fim de produzir uma estética diferenciada, as imagens do telão foram complementadas com uma chuva de bolhas de sabão, que também não pareciam condizer com o espírito do show.

Perto do final, algumas das faixas finalmente ganharam performances completas, como os sucessos Stay, Diamonds e Pour It Up. O encerramento, embalado pela ótima Bitch Better Have My Money, até pode ter levantado o público, mas não compensou a falta de animação durante toda a noite.

Ainda preparando seu novo álbum, sem data de lançamento confirmada, Rihanna pode ter se atrapalhado com sua apresentação principalmente pela falta de prática: a última vez que esteve no palco, antes do Rock in Rio, foi no March Madness Festival, realizado em abril nos Estados Unidos. É esperar (e torcer) para que a boa forma da cantora retorne em seus próximos singles. O mundo pop agradece.

Sam Smith brilha

Se Rihanna pouco animou com seu show, o britânico Sam Smith foi o artista que roubou a cena do Rock in Rio deste sábado. Com somente um disco lançado, o cantor embalou o público por seu setlist variado e pela sua ótima presença de palco.

Além dos sucessos “Stay With Me” e I’m Not The Only One, o maior vencedor do Grammy em 2015 trouxe diversos covers para o palco, como Tears dry on their own, de Amy Winehouse; Le freak, de Chic; Can’t help falling in love, de Elvis Presley. Outra performance marcante foi La La La, que Sam gravou ao lado do rapper Naughty Boy.

Sua atitude positiva no palco – mesmo com canções “depressivas” – foi reafirmada ainda na mesma noite. Fã confesso de Rihanna, ele foi visto animadíssimo curtindo o show da cantora pop e tirou uma foto hilária com a modelo Cara Delevingne.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]