i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Spoilers

Você nunca mais vai esquecer a música “Pinot Noir”

  • 23/03/2015 03:00

Apesar de Kimmy Schmidt apresentar traços de uma manic pixie dream girl, aquela personagem que existe para restaurar a felicidade do personagem masculino, Kimmy é protagonista de sua história, e não recebeu o título de “inquebrável” (unbreakable) à toa. Sua atitude constantemente positiva faz parte de sua personalidade e pode até beneficiar outros, mas esconde vestígios de um transtorno de estresse pós-traumático, que o roteiro consegue explorar de forma surpreendentemente divertida. O seriado também aproveita para fazer algumas críticas sociais, como o momento em que Titus, que é negro, percebe que é mais bem tratado nas ruas de Nova York quando está caracterizado de lobisomem.

Uma surpresa decepcionante é a promotora do caso contra o fundador do culto, personagem interpretada por Tina Fey de forma pouco inspirada (ou será que ela não quis roubar a cena de ninguém?). Mais empolgante é a participação de Jon Hamm, o Don Draper de Mad Men, interpretando um absurdamente carismático reverendo Wayne. Independentemente do clima, Unbreakable Kimmy Schmidt é uma comédia que merece as cinco horas investidas em frente à tevê para devorá-la do início ao fim . Depois dessa maratona, será impossível tirar o vídeo da canção “Pinot Noir”, de Titus Andromedon, da cabeça. (LS)

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.