Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Uma dieta plant-based equilibrada tem tudo o que o corpo precisa.
Uma dieta plant-based equilibrada tem tudo o que o corpo precisa.| Foto: Divulgação
  • Por Aipo Super Foods
  • 03/08/2021 12:17

Não é novidade para ninguém que comida industrializada traz prejuízos a longo prazo. Se você está buscando se alimentar de forma mais saudável, adotar uma dieta plant-based pode ser o melhor caminho.

Além de cuidar muito bem da saúde, o modelo ajuda a reduzir os danos causados pela indústria no meio ambiente. Uma maneira de olhar para dentro e, ao mesmo tempo, contribuir para questões importantes que envolvem o presente e o futuro do planeta.

Apesar de trabalhar com pouco ou nenhum produto de origem animal, a dieta plant-based, se bem feita, oferece proteínas, vitaminas e o que mais o seu corpo pedir. Fique por aqui para entender como ela funciona e quais são os seus benefícios.

O que é uma dieta plant-based?

A plant-based é uma dieta baseada em vegetais e alimentos integrais na sua forma mais natural, ou seja, sem produtos refinados, processados ou industrializados.

Os pilares do modelo, rico em fibras e micronutrientes, são hortaliças, frutas, tubérculos, sementes, oleaginosas, grãos e leguminosas. Pode-se utilizar elementos de origem animal, como ovos, leite e até mesmo frutos do mar, desde que em quantidade extremamente reduzida. A ideia é que pelo menos 70% da alimentação seja vegetal.

O Aipo Superfoods trouxe a revolução do plant-based para Curitiba. Com o compromisso de incentivar os produtores e a economia local, o restaurante oferece uma alimentação equilibrada, limpa e consciente.

Você pode pedir opções criativas e deliciosas pelo delivery exclusivo do Rappi, das 11h45 às 14h45.

Para diminuir a incidência de agrotóxicos, utilizados em larga escala dentro da indústria alimentícia e bastante agressivos ao organismo humano, é preferível que os alimentos sejam frescos e orgânicos. A redução de carne vermelha tem a ver com isso, já que o gado se alimenta de produtos modificados com químicos dos mais diversos.

Existem inúmeras opções para substituir a proteína animal. Grão-de-bico, feijão, lentilha, quinoa, nozes, ervilha, aveia e brócolis são os mais comuns. O que importa é que, diferente do que muita gente acha, se alimentar dessa forma não representa um déficit proteico ou de vitaminas. Se feito com o devido estudo ou acompanhamento profissional, não tem erro.

A prioridade de quem segue essa dieta é a saúde, não necessariamente a ideologia. Por isso, embora tenham muito em comum, plant-based é diferente de vegetarianismo e veganismo. De qualquer forma, os três trazem vantagens para humanos, animais e meio ambiente.

Hambúrguer de cogumelos do Aipo Superfoods mostra que plant-based tem as suas delícias.
Hambúrguer de cogumelos do Aipo Superfoods mostra que plant-based tem as suas delícias.| Divulgação

Quais são os benefícios?

Adotar uma dieta plant-based traz benefícios comprovados pela ciência ao longo do tempo. Deixar carne e produtos industrializados de lado é sinônimo de melhora na qualidade de vida.

Talvez o grande favorecido seja o coração. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, doenças cardiovasculares matam cerca de 17,7 milhões de pessoas todos os anos. É a causa número um de mortes no mundo. Os dados são alarmantes e podem ser associados a múltiplos fatores, inclusive à alimentação.

Uma pesquisa ligada ao Departamento de Nutrição da Universidade de Harvard, por exemplo, indicou que uma dieta com base em vegetais, legumes e grãos integrais combate problemas cardíacos com muita eficácia, diminuindo os riscos em até 32%.

E tem mais. Além dos benefícios para o coração, artigo publicado pela Universidade de Oxford destaca que o modelo plant-based reduz drasticamente o risco de desenvolvimento de Alzheimer e diabetes tipo 2.

Isso acontece porque o reino vegetal é abundante em fibras e antioxidantes, conhecidos pela prevenção de doenças degenerativas não transmissíveis. A baixa densidade calórica, outra característica da dieta, também ajuda muito no controle do peso. Perfeito para quem quer emagrecer.

Por evitar a utilização de carne, os fundamentos do plant-based reduzem o consumo de água e a emissão de gases do efeito estufa em quantidade bastante significativa. O meio ambiente agradece.

Trabalhando com plant-based, a ideia do Aipo Superfoods é explorar todo o potencial de cada alimento, evitando desperdício e gerando um impacto positivo na vida e no cotidiano das pessoas.

Para saber mais sobre o restaurante e conhecer opções incríveis de pratos, visite a página da Aipo no Instagram.