Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | Albari Rosa/Gazeta do Povo
| Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

A partir de 2018, a rede municipal de ensino de Curitiba vai deixar de oferecer turmas equivalentes ao 6º, 7º, 8º e 9º ano do ensino regular no programa de Ensino de Jovens e Adultos, o EJA. Atualmente, 218 alunos frequentam as aulas da chamada fase 2 da modalidade em duas escolas do município: CAIC Guilherme Lacerda Braga Sobrinho, no Bairro Novo, e Papa João XXIII, no Portão. A Secretaria Municipal de Educação (SME) afirmou que as turmas serão absorvidas pela mesma modalidade de ensino oferecida pela rede estadual de educação e que os estudantes não terão prejuízos.

“Não muda nada para os alunos. O que acontece é que Estado acaba atende totalmente essa fase 2. E nós do município também não temos nenhuma legislação específica de educação de jovens e adultos. O nosso Conselho Municipal de Educação legisla sobre a educação infantil”, explica a superintendente de Gestão Educacional da SME, Elisângela Mantagute.

Segundo ela, a mudança vem sendo estudada desde 2014, e a decisão não tem a ver com corte de gastos, uma vez que a estrutura das escolas continuará normal, e os professores, que são concursados, continuarão a lecionar em outras turmas.

Além disso, os alunos já matriculados e que serão migrados para a rede estadual continuarão a ter aulas nas estruturas municipais, onde estão hoje. “Nós estamos fazendo uma conversa bem aproximada com o Estado e para cada estudante será organizado individualmente uma proposta de trabalho”, afirmou a superintendente.

A adequação será necessária porque a organização do ensino nas duas redes é distinta. Enquanto no EJA do governo do Paraná, uma área de conhecimento é estudada por vez, no município são todas as matérias em um mesmo período.

A Secretaria de Estado da Educação (Seed) confirmou o acordo e disse que tem estrutura para receber os alunos.

As fases iniciais do EJA (do 1º ao 5º ano) não sofrerão mudanças. Atualmente, são 1.525 estudantes matriculados no programa em Curitiba, que é oferecido em 56 escolas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]