Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
A estufa do Jardim Botânico é um dos espaços iluminados na cor rosa | Divulgação/Levy Ferreira/SMCS
A estufa do Jardim Botânico é um dos espaços iluminados na cor rosa| Foto: Divulgação/Levy Ferreira/SMCS

Alguns cartões-postais de Curitiba prometem ficar cor-de-rosa durante todo o mês de outubro. Prédios como o Palácio Iguaçu e o Museu Oscar Niemeyer apresentam a iluminação especial desde o dia 1.º, e espaços turísticos como a estufa do Jardim Botânico e a Casa Japonesa da Praça do Japão também permanecem iluminadas nessa cor até dia 31.

A ação faz referência ao Outubro Rosa, campanha de conscientização à prevenção do câncer de mama. O movimento iniciou nos Estados Unidos em 1990 e hoje é comemorado em todo o mundo por meio de eventos e iluminação de monumentos e edifícios públicos.

Em Curitiba, algumas unidades de saúde vão reforçar as ações de informação com encontros especiais para o público feminino como palestras e aulões. Alguns postos de saúde também abrirão aos sábados para coletar exames preventivos e agendar mamografias.

O Museu do Olho também apresenta iluminação especial este mêsDivulgação/Prefeitura de Curitiba

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, neste ano as ações apresentam o tema “Prevenção e Autocuidado: O que eu preciso saber sobre o Câncer de Mama e do Colo do Útero”. A abertura oficial no Paraná aconteceu na manhã desta terça-feira (3), no Palácio das Araucárias, em Curitiba, onde foram apresentados dados a respeito do câncer de mama e do colo do útero.

Leia também: Outubro será o mês das flores rosas no Jardim Botânico

“Nunca é demais lembrar da importância e da necessidade de realizar o exame preventivo e a mamografia periodicamente. São exames de fácil acesso e disponíveis gratuitamente pelo SUS. Eles são a única forma de detectar precocemente e, consequentemente, ampliar as chances de cura dos cânceres do colo do útero e de mama”, enfatizou o secretário Michele Caputo Neto.

Materiais de apoio

Também são disponibilizados materiais educativos para empresas e outras instituições. Para ter acesso, basta realizar uma reserva antecipada pelos telefones (41) 3330-4534 e 3330-4552. Os folhetos e cartazes podem ser retirados de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, na Secretaria de Estado da Saúde, na Rua Piquiri, número 170.

Casos no Paraná

Em 2016, o Instituto Nacional de Câncer (Inca) registrou 1.010 mortes em decorrência do câncer de mama feminino no Paraná e a estimativa é de que 3,7 mil novos casos da doença sejam registrados no estado até o fim deste ano. No entanto, quando detectado precocemente as chances de cura chegam a 95%.

Dados da Secretaria de Estado da Saúde indicam que a busca pela mamografia cresceu no estado, mas as mais interessadas são mulheres em faixas etárias de baixo risco. No ano passado foram feitas quase 317 mil mamografias no Estado – 122 mil em mulheres fora do grupo prioritário, ou seja, abaixo dos 50 e acima dos 69 anos.

Antes dos 50 anos, o exame só é recomendado para pacientes com sinais ou sintomas de câncer de mama, como nódulo, retração do mamilo e outros, ou com histórico familiar em parente de primeiro grau, como mãe, irmã ou filha. Além dos exames periódicos, a adoção de hábitos saudáveis também contribui para a prevenção.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]