Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Projeto Rosto da Cidade que irá revitalizar, em etapas, o Centro de Curitiba. Na imagem Praça Garibaldi  – Curitiba, 12/112018. – Foto: Daniel Castellano / SMCS
Contra a Covid-19, Curitiba vai fechar atividades não essenciais conforme orientação do governo do estado.| Foto: Daniel Castellano/SMCS

A secretária municipal da Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak, afirmou que a prefeitura deverá editar um novo decreto, ainda nesta sexta-feira (26), confirmando localmente as medidas restritivas mais duras anunciadas hoje pelo governador do estado. Com a decisão, além de iniciar mais cedo o toque de recolher, que será agora das 20 h às 5 h, a cidade deverá manter fechadas academias, shoppings e todo o comércio de rua não-essencial, até o dia 8 de março. As escolas também devem ficar fechadas, com as aulas sendo realizadas de maneira on-line durante o período.

As principais notícias do Paraná pelo WhatsApp

A decisão foi tomada para tentar conter o avanço da epidemia de coronavírus no Paraná que, segundo o governador Carlos Massa Ratinho Junior, está "no pior momento desse um ano de enfrentamento". Embora os prefeitos tenham autonomia para editar decisões locais, a capital deve seguir o plano do governo estadual.

"O governador fez ontem à noite uma reunião com os prefeitos das cinco maiores cidades do estado, que são, inclusive, referência para os leitos de internamento. Há uma preocupação de todos, todos apoiaram as medidas anunciadas pelo estado", afirmou a secretária municipal em entrevista ao Meio Dia Paraná, da RPC, nesta sexta-feira.

As medidas anunciadas pelo governo estadual começam a valer a partir da zero hora de sábado (27). Segundo a decisão, somente supermercados, farmácias, padarias, postos de gasolina e afins podem continuar funcionando, desde que respeitem os horários do toque de recolher. As aulas devem seguir somente pelo modelo on-line, tanto nas escolas públicas quanto particulares.

As cozinhas de restaurantes poderão funcionar das 6 h às 23 h, mas somente para a realização de entregas, retirada no balcão ou "drive-thru". O atendimento de balcão é vetado aos domingos.

Às igrejas, está permitido o atendimento presencial somente individual. Os cultos deverão apenas ser transmitidos online. A medida, estipulada pela prefeitura, é mais restritiva do que a do governo estadual, mas é a que será seguida na cidade.

5 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]