Obras da Linha Verde no trecho do bairro Atuba
Obras da Linha Verde no trecho do bairro Atuba| Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo

Com a retomada nesta segunda-feira (2) das obras do lote 4.1, o prazo de conclusão da Linha Verde foi adiado mais uma vez. Agora, em vez ficar pronta no fim de 2020, a previsão é de que a conclusão da linha que liga as regiões Norte e Sul de Curitiba fique para o fim de 2021.

RECEBA as notícias de Paraná pelo Whatsapp

O lote 4.1 é a última etapa da Linha Verde e o valor do trecho de 2,8 km é de R$ 70 milhões.

O anúncio da retomada das obras do trecho entre os bairros Bacacheri e Atuba foi feito pelo prefeito Rafael Greca (DEM) em sua conta pessoal no Facebook na manhã desta segunda. Ao fim do anúncio, ele postou a hashtag #AgoraVai. A Linha Verde começou a ser construída há 13 anos, em 2006, ainda na primeira gestão do então prefeito Beto Richa (PSDB). O novo prazo de conclusão foi informado na página da prefeitura.

“O Lote 4.1 é o trecho final da Linha Verde e liga as estações Solar e Atuba, nos limites entre Curitiba e Colombo. O trecho tem 2,84 quilômetros e a previsão é de que as obras durem cerca de 24 meses”, afirma a nota oficial da prefeitura. Ou seja, se tudo correr bem no novo cronograma, a Linha Verde ficará pronta em novembro de 2021.

Retomada das obras

O prazo anterior de conclusão – fim de 2020 – havia sido anunciado pela prefeitura em outubro de 2018 na homologação da licitação das obras do lote 4.1. Na mesma data, a prefeitura havia anunciado que as obras da última etapa da Linha Verde seriam tocadas pela empreiteira Terpasul, que em julho de 2019 paralisou os trabalhos alegando que o dinheiro repassado pelo município não era suficiente para pagar os operários.

No mês seguinte à paralisação, agosto, Greca anunciou o rompimento do contrato. Desde segunda-feira, quem toca as obras no último lote da Linha Verde é o consórcio Estação Solar, segundo colocado na licitação de 2018. O consórcio é formado pela TCE Engenharia e Construtora Triunfo.

“Vencida a extensa novela jurídica e burocrática. Após perícia realizada pela comissão formada por engenheiros da Secretaria Municipal de Obras Públicas e do Instituto Falcão Bauer, análises de procedimentos e documentais, a construção do Lote 4.1 da Linha Verde será retomada nesta segunda-feira (2/12)”, ressaltou o prefeito em postagem em sua conta pessoal no Facebook.

Inspeção um dia após alta

Um dia após receber alta do hospital, Greca foi pessoalmente vistoriar a retomada da obra, na manhã desta segunda-feira.

Domingo (1.°), o prefeito deixou o Hospital Marcelino Champagnat, após quatro dias internado para uma cirurgia de hérnia no abdômen. Esta foi o terceiro procedimento cirúrgico pelo qual Greca passou desde que assumiu a prefeitura, em 2017.

10 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]