Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE

vestibular

Pane nos celulares e trânsito carregado marcam chegada dos vestibulandos para prova da UFPR

Provas da primeira fase do vestibular 2018/2019 acontecem nos campus de Curitiba, Jandaia do Sul, Matinhos, Palotina e Toledo. Gabarito deve ser liberado na manhã de segunda-feira (22)

  • Bruna Martins, especial para a Gazeta do Povo
Estudantes chegam ao Centro Politécnico, um dos locais de prova da 1ª fase do vestibular da UFPR | Aniele Nascimento /Gazeta do Povo
Estudantes chegam ao Centro Politécnico, um dos locais de prova da 1ª fase do vestibular da UFPR Aniele Nascimento /Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Neste domingo (21), a Universidade Federal do Paraná (UFPR) aplica as provas da 1ª fase do vestibular 2018/2019. Ao todo, a instituição oferece 5.421 vagas distribuídas em 122 opções de curso. Os exames começaram às 14h nos campus de Curitiba, Jandaia do Sul, Matinhos, Palotina e Toledo e seguem até às 19h. São 43 mil candidatos concorrendo às vagas.

Na capital, as provas estão sendo realizadas no Centro Politécnico da UFPR e em prédios de outras universidades como PUCPR, Unicuritiba, Universidade Positivo e em algumas escolas como o colégio Paulo Lemisnki, no Tarumã. Neste ano, o local de provas mais movimentado é a PUCPR, onde a expectativa é receber 7.495 estudantes.

Tanto nas imediações da PUCPR quanto próximo ao Centro Politécnico o movimento de veículos era intenso, mas não chegou a atrapalhar a entrada dos estudantes que se deu até às 13h30.

Leia também: Mega-Sena acumula e vai a R$ 18 milhões no próximo sorteio

Contratempos

Durante a madrugada, uma pane que ocasionou o adiantamento de horário em alguns celulares gerou dúvidas entre os vestibulandos nas redes sociais da universidade. Os relógios de celulares das operadoras Tim, Vivo e Claro adiantaram uma hora, mudando automaticamente para o horário de verão que só começa em duas semanas.Em Curitiba, a confusão de horário também foi registrada nos painéis eletrônicos que informam a hora nos terminais de ônibus. O horário das provas, no entanto, não foi alterado.

Alguns estudantes acabaram por chegar adiantados nos locais de prova. Foi o caso do mecânico industrial Vitor Santana, 32, que veio de Pontal do Paraná, no Litoral, para Curitiba para fazer o vestibular pela primeira vez para o curso de Engenharia Civil. Vitor teve o relógio adiantado e chegou ao Centro Politécnico às 9h30 quando achava que era 10h30 e teve que driblar o nervosismo. “Já vim antes e estou sentado esperando por causa desse erro. Já fui no shopping e no mercado andar, porque voltar para casa não tem jeito (risos). Ficar parado e ver um monte de gente chegando aumenta a ansiedade”, desabafou.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/10/21/Curitiba/Imagens/Vivo/WhatsApp Image 2018-10-21 at 13.56.59.jpeg
Fechamento dos portões no Centro Politécnico não registrou ocorrência de estudantes atrasados.
Aniele Nascimento
/Gazeta do Povo

Apesar do contratempo de ter de esperar um tempo maior nos locais de prova, o corre- corre tradicional nos minutos que antecedem o fechamento dos portões, que este ano foi 13h30, não foi percebido e a reportagem encontrou apenas uma estudante atrasada que ficou para fora do Centro Politécnico.

No sábado (20), os vestibulandos já tiveram de driblar uma questão. Alguns foram impactados com posts em perfil falso no twitter em nome da universidade informando o cancelamento da prova. A assessoria de imprensa da UFPR desmentiu a história e em seguida as postagens foram apagadas e o perfil foi excluído.

Prova

A primeira fase do vestibular consiste em 90 questões objetivas com conteúdo de ensino médio. Esta é a primeira vez que o exame contempla questões de sociologia e filosofia. O resultado da primeira fase será divulgado no dia 5 de novembro e as provas da 2ª fase estão marcadas para o dia 25 e 26 de novembro. Segundo o Edital do processo seletivo, o gabarito provisório será divulgado na na segunda-feira (22) no site do Núcleo de Concursos da UFPR.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/10/21/Curitiba/Imagens/Cortadas/WhatsApp Image 2018-10-21 at 14.01.09-kxVC-U203977871792Lg-1024x682@GP-Web.jpeg
Reitor Ricardo Marcelo Fonseca passa em algumas salas antes da prova no Centro Politécnico Aniele Nascimento/Gazeta do Povo

Após o fechamento dos portões e antes do início da prova o reitor da UFPR Ricardo Marcelo Fonseca passou em algumas salas do Centro Politécnico para desejar boa sorte aos estudantes.

Até o fim da tarde deste domingo (21) a instituição divulgará os números de faltantes e o gabarito deve ser liberado na manhã de segunda-feira (22).

Novidades

Fonseca destacou que o alto número de inscritos, 43 mil, reflete a credibilidade da universidade e seu papel constante de renovação. Uma das grandes novidades em 2018 é a inclusão das matérias de Sociologia e Filosofia para todos os candidatos já na primeira fase. “Com 108 anos, a UFPR se renova a cada ano e sabemos que as universidades federais são as melhores do Brasil. Em um contexto de reforma do ensino médio, é importante que os alunos venham preparados com a Sociologia e a Filosofia, pois para nós isso também é essencial para a formação do cidadão”, afirmou em entrevista coletiva logo após o início das provas.

Outro destaque do reitor foi o papel da universidade e da educação junto à comunidade. “A universidade não é feita só de prédios mas de pessoas e afetos. Nós podemos sofrer momentos de crise mas somos uma rocha e a Universidade Federal do Paraná desperta luz, especialmente em momentos de trevas”, completou o reitor.

Vale lembrar que neste ano, 50% das vagas são destinadas para cotas de alunos que fizeram todo o Ensino Médio em escolas públicas. Além disso, há outras 2.001 vagas para os outros tipos de cotas: raciais e de pessoas com deficiência. As bancas para validação para pessoas que concorrem nas cotas raciais, indígenas e de pessoas com deficiência aconteceram entre os dias 24 de setembro e 11 de outubro. Foram registrados 848 faltantes.

Solidariedade

Grupo de veteranos do curso de Engenharia Mecânica e alunos da rede solidária da UFPR receberam os estudantes com cartazes de incentivo.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/10/21/Curitiba/Imagens/Vivo/WhatsApp Image 2018-10-21 at 12.06.52.jpeg
Grupo de estudantes de Engenharia Mecânica se encontrou no Centro Politécnico para incentivar os vestibulandos . Bruna Martins/
Gazeta do Povo

Ana Camilo, 19, é uma das veteranas do curso de Engenharia Mecânica e participa junto com os colegas de um grupo de boas-vindas aos calouros. Eles vendiam água e bombons para os estudantes com o objetivo de arrecadar fundos para a recepção aos calouros em 2019, além de conversarem com os vestibulandos para tentar quebrar a tensão pré prova. “Nós vendemos bombons com bilhetes motivacionais e água. Também convidamos o pessoal para se enturmar e queremos motivar quem está chegando”, conta.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/10/21/Curitiba/Imagens/Vivo/WhatsApp Image 2018-10-21 at 12.31.55.jpeg
Alunos que integram a rede solidária da UFPR levaram mensagens de incentivo. Bruna Martins/
Gazeta do Povo

Ainda no Centro Politécnico alunos da rede solidária distribuiam canetas para os estudantes que eventualmente esqueceram o material em casa. O grupo entregava ainda água e chocolates gratuitamente. “A gente quis acalmar as pessoas neste momento de nervosismo, ajudando com pequenos gestos e com um abraço. Fizemos uma vaquinha e cada um doou um pouquinho para fazer esta ação”, explica Kevelin Rosa, 21, estudante de Comunicação Social.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE