Cobrador teve que voltar para buscar a porta que ficou para trás (Foto: Reprodução)
Cobrador teve que voltar para buscar a porta que ficou para trás (Foto: Reprodução)| Foto:

Os passageiros da linha Curitiba/Rio Branco tomaram um susto da manhã da última quarta-feira (24). A porta dianteira do ônibus caiu no meio do trajeto enquanto ele ainda estava em movimento, passando pela Rua Nilo Peçanha, no bairro Bom Retiro, em Curitiba, em frente a um hipermercado da região. Apesar do susto, ninguém ficou ferido.

RECEBA notícias de Curitiba e região em seu WhatsApp

Porém, o caso gerou revolta entre os passageiros. O técnico eletricista Édi Carlos Pedroso estava dentro do coletivo na hora do incidente e registrou o ocorrido em suas redes sociais. Em um vídeo publicado em sua página, é possível ver o cobrador do veículo carregando a porta que ficou para trás pela calçada. No fundo, é possível ouvir os passageiros, que se dividem em dar risada do ocorrido e protestar pelo fato.

Segundo ele, o ônibus estava lotado na hora do acidente e que, por questão de apenas alguns metros, ninguém se machucou. "Todo mundo que estava apoiado na porta desceu no ponto que fica na frente do mercado", diz Pedroso.

O técnico eletricista diz que até mesmo os passageiros demoraram a notar o que tinha acontecido. Como a porta caiu enquanto o veículo fazia uma curva, tanto o motorista quanto os demais ocupantes do ônibus só perceberam que tinha algo de errado quando o cobrador gritou que a porta tinha caído. "Chega a ser meio constrangedor".

Assim que o problema foi identificado, o próprio cobrador desceu para buscar a peça. "O motorista e o cobrador também ficaram bem constrangidos com tudo, mas a gente sabe que a culpa não é deles", afirma o passageiro, que aponta que os problemas estruturais na linha são recorrentes. Segundo ele, depois que a porta foi retirada do meio da rua, a estrutura foi colocada em um canto próximo ao condutor e o ônibus seguiu até o ponto final, na Praça 19 de Dezembro, de onde foi recolhido.

Em nota, a Coordenação da Região Metropolitana (Comec), que é responsável pela linha, disse que a porta caiu por causa da quebra repentina do suporte de suporte de sustentação. Segundo a empresa, a estrutura se rompeu de extremidade a extremidade, caindo sem mostrar indícios. De acordo com a Comec, o veículo já foi retirado de circulação e passará por um novo laudo técnico.

Casos anteriores

A situação na linha Curitiba/Rio Branco está bem longe de ser um caso isolado na Região Metropolitana de Curitiba. No último mês de março, outra porta de um ônibus metropolitano — desta vez na linha Jd. Boa Vista/Padre Aleixo — despencou durante a viagem. Na época, a Comec explicou que a queda aconteceu porque o veículo passa por pontos sem asfalto e que o dano era resultado do impacto sofrido na carroceria.

Em 2017, dois outros episódios chamaram a atenção do curitibano. O primeiro deles foi quando a porta de um biarticulado caiu quando chegava em uma estação-tubo. Já o outro acidente foi com um ligeirinho que chegava à Praça Santos Andrade, no Centro.

O caso mais grave, porém, aconteceu em 2009, quando uma passageira da linha Araucária morreu ao cair do veículo em movimento após a porta se soltar. Segundo testemunhas apontaram na época, a estrutura cedeu por causa da superlotação.

4 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]