Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
A cocker Estrela virou cachorra-propaganda dos sorvetes caninos | Albari Rosa/Gazeta do Povo
A cocker Estrela virou cachorra-propaganda dos sorvetes caninos| Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

Não são só as pessoas que estão passando calor no litoral do Paraná neste verão. Os cachorros de estimação, que costumam acompanhar os veranistas em caminhadas pela praia, também precisam se refrescar — e, em Caiobá e Guaratuba, eles agora podem até tomar sorvete para aliviar as altas temperaturas.

Quem está proporcionando essa experiência aos animais é Gelarteria, marca que iniciou as atividades em 2017 e, de lá para cá, já conquistou o paladar de clientes caninos com o chamado “pet gelato”. “O sorvete muitas vezes é a escolha de quem está caminhando e está passando muito calor. Nós queríamos proporcionar o mesmo prazer aos cachorros que acompanham seus donos”, explica a proprietária Gisele Sessegolo.

Apesar de não ser o carro-chefe da Gelarteria, que vende produtos tradicionais para humanos, o sorvete para cachorro tem feito muitos clientes fieis — que inclusive chegam a priorizar o animalzinho na hora de comprar o refresco. Esse comportamento foi observado por Gisele também na Itália, país de onde tirou a ideia para o empreendimento. “Passei 40 dias de verão estudando a relação dos italianos com o gelato. Me propus a experimentar um diferente por dia e percebi que o povo de lá estava sempre acompanhado de seus cachorros - inclusive na hora de se alimentar”, explica.

Veja também - Sereias de Caiobá: caudas removíveis conquistam as crianças na praia

De acordo com a proprietária, os ingredientes do pet gelato têm a mesma qualidade dos outros sorvetes que ela produz. A diferença está na seleção dos componentes, que são muito menos agressivos ao organismo do animal - lactose e açúcar, por exemplo, são proibidos. A base da receita é tapioca, óleo de coco e leite sem lactose, formando uma massa neutra. “Às vezes as pessoas pensam que o pet gelato tem ingredientes como farinha de osso ou carne, mas não tem nada disso. É um produto sem elementos estranhos”, revela Gisele.

Em dias de calor excessivo, sorvete vira alternativa para petsReprodução/Gisele Sessegolo

Segundo a dona, uma das formas de divulgação mais efetivas do produto tem sido as contas de Instagram de animais de estimação. “Tem se tornado mais comum que os donos criem perfis nas redes para seus bichos, e as novidades acabam se espalhando”, esclarece. Na loja de Caiobá, que foi inaugurada há cerca de um mês, são vendidos em média de 20 sorvetes por semana - o que é considerável, levando em conta que, como Gisele define, o sorvete para cachorros é apenas uma forma de carinho para seus clientes e seus pets.

A inspiração para a levar a ideia adiante, aliás, veio de um xodó da casa da própria comerciante. Estrela, a cocker spaniel da família há 15 anos, foi a primeira a experimentar o produto e se tornou modelo da embalagem e do material de divulgação do sorvete. “Por isso sabemos da importância de tratar um cachorro bem e que muitas pessoas também valorizam esse tipo de ação”, conclui.

Concurso

Levando em conta a quantidade de clientes fofos que aparecem nas duas unidades da loja, a Gelarteria está promovendo, durante todo o verão, um concurso para eleger o cachorro mais fofo do litoral. Para mais informações, basta acessar a página da marca no Facebook.

Gelarteria

Guaratuba - R. 29 de Abril, 805 - Centro. Funciona de domingo a domingo, das 12h às 2h

Caiobá - R. Rio Branco, 243 - loja 11. Funciona de terça a domingo, das 12h30 às 19h30

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]