Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Árvore caída
Estragos começaram cedo nesta terça-feira, no Água Verde.| Foto: Gerson Klaina/Tribuna do Paraná

Curitiba foi atingida por um “ciclone bomba” na tarde desta terça-feira (30). A tempestade de água e granizo causou estragos, derrubou a luz em diversas regiões da capital e região metropolitana. A previsão no início do dia era que os ventos chegassem a 100 km/h, segundo o Simepar.

O ciclone bomba é a formação e intensificação de um ciclone extratropical. Toda a região de Curitiba foi atingida. Com ventos fortes desde o início do dia, o céu ficou preto no meio da tarde e a chuva veio pra valer por volta das 16h30.

De manhã, uma ventania forte já havia causado estragos com a derrubada de árvores nos bairros Água Verde e Boqueirão – neste último, a queda atingiu uma van de entrega dos Correios.

De tarde, a ventania voltou. E não só. O céu ficou escuro em quase toda Curitiba. Em alguma regiões, como no bairro Centro Cívico, em frente ao Museu do Olho, árvores voltaram a cair.

Até as 15 h a Defesa Civil havia registrado 82 ocorrências com quedas de árvores e galhos em vias públicas em 37 bairros. Até então, não havia registro de feridos e desabrigados. Porém, por volta de 16h30 a tempestade veio de fato com mais ventos.

Tempestade em Curitiba
Tempestade em Curitiba.| Lineu Filho/Tribuna do Paraná

De manhã, uma árvore tombou e trancou o trânsito na Rua Carneiro Lobo no Água Verde. No Pilarzinho, outra árvore caiu em cima de uma casa na Rua Leônidas Xavier de Freitas.

No início da tarde, uma van dos Correios foi atingida pela queda de outra árvore, que caiu na esquina das ruas Desembargador Mota e Desembargador Isaías Bevilaqua, no bairro Mercês, logo após o veículo parar no local para fazer uma entrega. Apesar do susto, ninguém ficou ferido.

11 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]