i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Safra 2010/11

Agricultura familiar ganha juros menores

  • PorDa Redação, com agências
  • 17/06/2010 21:02

O governo anunciou ontem o Plano Safra da Agricultura Familiar 2010/11 com recursos de R$ 16 bilhões e redução dos juros anuais para empréstimos a pequenos produtores. No ano passado, o programa recebeu R$ 15 bilhões. Para custeio da safra serão R$ 7,5 bilhões, com taxa mínima de juros de 1,5% e máxima de 4,5% – no ano passado, a máxima era de 5,5%. Já as operações de crédito para investimento terão R$ 8,5 bilhões a juros de 1% a 4%, contra o teto de 5% no ciclo anterior.

Além disso, pela primeira vez o pequeno agricultor poderá fazer seguro de clima para operações de investimento. Para contratar o seguro, deverá ser pago um adicional de 2% sobre o valor das prestações de financiamento. Outras mudanças são os novos limites de financiamento para linhas de crédito com o Pronaf Jovem, que tem o limite individual ampliado de R$ 7 mil para R$ 10 mil e do Pronaf Agroindústria, que passa de R$ 18 mil para R$ 20 mil.

A partir da safra 2010/11, a agricultura familiar também terá direito a 20% dos recursos da Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM). Até a safra atual, não havia uma especificação de quanto o governo deveria gastar com essa camada de produtores rurais. Com a medida, a agricultura familiar terá acesso a R$ 1 bilhão dos R$ 5,2 bilhões estabelecidos no orçamento para a PGPM. O programa permite que a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) faça leilões para a compra de excedentes de produção, com a finalidade de reduzir as oscilações de preços.

Lula

Em discurso, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que o produtor rural passou a ser respeitado durante o seu governo. "Não sei se houve em algum momento na história desse país um governo que tratasse o cidadão do campo, não melhor, mas como deveriam ser tratados, com respeito. Não houve um só momento que qualquer companheiro deixasse de ser atendido", disse.

A uma plateia formada por agricultores de diversos estados, o presidente falou sobre o Programa Luz para Todos e afirmou que o governo precisou assumir a tarefa de levar luz elétrica para os lugares mais distantes do país por que não há interesse da iniciativa privada em fazê-lo.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.