Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Mais de 70% dos brasileiros que manifestaram intenção de viajar nos próximos seis meses preferiu ou teve que optar por destinos nacionais | Daniel Castellano/Daniel Castellano
Mais de 70% dos brasileiros que manifestaram intenção de viajar nos próximos seis meses preferiu ou teve que optar por destinos nacionais| Foto: Daniel Castellano/Daniel Castellano

Com o dólar nas alturas, os turistas brasileiros devem aproveitar o feriadão da Páscoa para viajar pelo país. Pelas estimativas oficiais, a Semana Santa vai gerar R$ 3,7 bilhões no mercado doméstico de viagens.

No Paraná

Os turistas que viajam nessa Páscoa devem gerar R$ 206,6 milhões à economia do Paraná, movimentando o mercado doméstico de viagens, segundo estimativa do Ministério do Turismo. O valor deve ser gasto em 119.684 viagens pelo estado, considerando deslocamentos por avião, ônibus, navio e carro por todos os estados brasileiros.

O Ministério do Turismo projeta que serão mais de 2 milhões de viagens internas, considerando deslocamentos por avião, ônibus, navio e carro por todos os estados brasileiros. A estimativa foi feita considerando o gasto médio nos quatro dias de folga (R$ 1.712) e a frequência de viagens em feriados nacionais.

São Paulo é o estado que mais deve arrecadar com o turismo na Semana Santa: R$ 570 milhões. Em seguida, aparecem Rio Grande do Sul (R$ 490 milhões) e Bahia (R$ 310 milhões).

Em número de viagens, São Paulo deve registrar 407 mil, bem na frente dos outros dois colocados – Rio de Janeiro (174 mil) e Minas Gerais (144 mil).

Preferência

Mais de 70% dos brasileiros que manifestaram intenção de viajar nos próximos seis meses preferiu ou teve que optar por destinos nacionais, de acordo com o boletim mensal do ministério que monitora a intenção de viagem em sete captais.

O ministro do Turismo, Vinicius Lage, afirma que os destinos precisam investir em qualidade e inovação para se tornarem mais competitivos. “O turismo contribui para o faturamento da indústria de automóveis, setor aéreo, bares e restaurantes, hotelaria e serviços. Os feriados contribuem para impulsionar a economia desse setor”, afirma.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]