i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Concessão

Aneel antecipa para 26/11 leilão de linhas do Madeira

  • PorAgência Estado
  • 23/10/2008 11:34

O diretor da Agência Nacional de Energia elétrica (Aneel), Jerson Kelman, anunciou nesta quinta-feira (23) que o leilão de concessão das linhas de transmissão do complexo hidrelétrico do Rio Madeira, em Rondônia, foi antecipado em dois dias: passou de 28 de novembro para 26 de novembro. Segundo Kelman, a mudança na data ocorreu porque a Bolsa de Valores do Rio de Janeiro, onde será realizado o leilão, já estava ocupada no dia 28.

A nova versão do edital de leilão das linhas do Madeira será publicada amanhã no Diário Oficial. Esta é a segunda mudança de data desse leilão. Na última terça-feira, a Aneel decidiu adiar de 31 de outubro para 28 de novembro a data do leilão. O adiamento foi motivado pelas preocupações do governo com relação aos efeitos da crise financeira mundial. Agora, a data foi mudada para 26 de novembro.

Biomassa

A Aneel aprovou, também hoje, o edital do primeiro leilão de concessão das chamadas "estações coletores", sistemas de transmissão de energia destinados a conectar usinas de biomassa e pequenas centrais hidrelétricas (PCHs) ao sistema elétrico brasileiro. Nesse primeiro leilão, marcado para o dia 24 de novembro, na Bolsa de Valores do Rio de Janeiro, serão licitadas estações coletores que ligarão à rede elétrica nacional 27 usinas de biomassa localizadas em Goiás e Mato Grosso do Sul.

Essas usinas, que terão potência de aproximadamente 2 mil megawatts (MW) no total, participaram, em agosto passado, do primeiro leilão de energia voltado exclusivamente para usinas que geram energia a partir de biomassa. No caso deste leilão, essas centrais são, principalmente, usinas de álcool que vão, agora, entrar no mercado de energia elétrica processando bagaço de cana-de-açúcar.

As usinas produtoras de álcool estão, em alguns casos, localizadas em regiões afastadas dos linhões da rede nacional de energia. Essa falta de conexão delas com o sistema era apontada como um dos principais obstáculos para que os usineiros entrassem no mercado de energia elétrica. A solução encontrada pelo governo foi a de oferecer às empresas que lidam com transmissão a possibilidade de construírem e operarem as estações coletoras.

No leilão do próximo 24 de novembro, serão licitadas nove linhas e nove subestações para o sistema interligado nacional, cinco linhas e 13 subestações que serão compartilhadas pelas usinas de uma mesma região, e 20 linhas exclusivas para as usinas se conectarem à rede nacional.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.