i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Novas regras

ANP estabelece especificações para o biodiesel

Biodiesel só poderá ser comercializado pelos produtores, distribuidores, refinarias, adquirentes, importadores e exportadores de biodiesel autorizados pela ANP

  • PorAgência Estado
  • 26/08/2014 08:54

Novas especificações para o biodiesel e para o controle da qualidade do produto já estão em vigor, conforme determina resolução da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Essa regra foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (26).

O biodiesel só poderá ser comercializado pelos produtores, distribuidores, refinarias, adquirentes, importadores e exportadores de biodiesel autorizados pela ANP, cita a regra. É vedada a comercialização de biodiesel pelo produtor ou refinaria ou adquirente ou distribuidor ou importador para revendedor ou transportador-revendedor-retalhista.

O produtor, o adquirente e o importador ficam obrigados a garantir a qualidade do biodiesel a ser comercializado em todo o território nacional e a emitir o certificado da qualidade de amostra representativa, cujos resultados deverão atender aos limites estabelecidos da especificação constante no Regulamento Técnico ANP, que integra a resolução divulgada hoje. O produto somente poderá ser liberado para a comercialização após a sua certificação, com a emissão do respectivo certificado da qualidade, que deverá acompanhar o produto.

Caso o produto não seja comercializado no prazo máximo de um mês a partir da data de certificação constante do certificado da qualidade, a característica "massa específica a 20ºC" deverá ser novamente analisada. Deverão ser enviadas mensalmente à ANP, até o 15º dia do mês subsequente à comercialização do produto, todas as informações constantes dos certificados da qualidade emitidos no mês de referência e respectivos volumes certificados.

A documentação fiscal e o Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica (DANFE) emitidos para fins de entrega e referentes às operações de comercialização do produto deverão indicar o número do certificado da qualidade e do lacre da amostra-testemunha correspondentes ao produto.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

    Fim dos comentários.