i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
crescimento

Após eletrodomésticos, posto de gasolina e drogaria são foco do Pão de Açúcar

Lojas poderão ser abertas de forma independente dos supermercados. Segundo executivo, empresa procura oportunidades de aquisição

  • PorG1/Globo.com
  • 20/01/2010 13:50

Após crescer fortemente no setor de eletrodomésticos em 2009, adquirindo as redes Ponto Frio e Casas Bahia, o Pão de Açúcar pretende atuar fortemente nos setores de posto de gasolina e drogarias. As lojas, hoje ligadas a supemercados da rede, poderão ser abertas de forma independente. A rede não descarta a aquisição de grupos de drogarias e postos para aumentar sua atuação nesses setores.

De acordo com Enéas Pestana, executivo do Pão de Açúcar, a rede identificou nas operações já existentes que ambos os negócios são lucrativos e se somam à estratégia de expansão do grupo. Atualmente, o grupo opera 78 postos de gasolina e 147 drogarias, a maioria ligados diretamente a supermercados e hipermercados.

Segundo o executivo, as drogarias e postos de gasolina têm um volume de venda menor, mas com compras individuais médias de maior valor. "É uma operação que se assemelha mais ao [perfil do] Pão de Açúcar e do Extra Fácil", explica.

Pestana afirma que a rede está de olhos abertos para eventuais aquisições de grupos de drogarias e postos de gasolina para ampliar o número de unidades nesses segmentos. O executivo diz ainda que a compra de redes de eletrodomésticos mostrou que o Pão de Açúcar não é uma companhia "só de alimentos". "A gente pode usar nossa plantaforma de varejo para ampliar nossa atuação", diz.

Marca Extra

Em termos de estratégia de marca, tanto as drogarias quanto os postos de gasolina deverão ganhar prioritariamente a marca Extra. Atualmente, os postos de gasolina, por exemplo, recebem a identificação das lojas às quais estão ligadas. Existem, atualmente, postos com a marca Compre Bem, por exemplo.

Dentro da inclusão das drogarias e postos de gasolina na estratégia do grupo como um tudo, Pestana diz que é possível o desenvolvimento de lojas da rede que possam servir como operação de conveniência em postos de gasolina. "Atualmente, temos o Extra Fácil, que é vista como de conveniência, mas as unidades têm de 200 a 300 metros [quadrados]. Podemos desenvolver uma loja menor, para um posto de gasolina", explica.

Desativação de marcas

A marca Extra Supermercados, aliás, deverá ser usada para substituir unidades do Compre Bem, que tem 170 unidades, sendo 156 em São Paulo. Enéas Pestana diz que algumas lojas começaram a ser substituídas, com melhora do resultado financeiro. Entre as lojas que receberam a nova marca estão uma no Mandaqui, na zona norte de São Paulo, e também outras na região Nordeste.

Segundo o executivo, a substituição do Compre Bem será feita aos poucos. Ele diz que, eventualmente, a marca pode desaparecer por completo. Da mesma forma, o Extra Eletro, com 47 lojas, deve ser substituída pelas marcas da Casas Bahia e do Ponto Frio, que atualmente têm 455 e 508 unidades no Brasil.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.