i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
ENERGIA

Arábia Saudita, Rússia, Venezuela e Catar vão “congelar” produção de petróleo

Atividade será mantida nos níveis de janeiro, anunciou o ministro de Energia do Catar após reunião nesta terça-feira. Encontro deu impulso aos preços do barril

    • DOHA (CATAR)
    • AFP
    • 16/02/2016 08:44
    O ministro de energia do Catar, Mohamed Saleh Al Sada, em entrevista coletiva: tentativa de estabilizar o mercado. | Olya Morvan/AFP
    O ministro de energia do Catar, Mohamed Saleh Al Sada, em entrevista coletiva: tentativa de estabilizar o mercado.| Foto: Olya Morvan/AFP

    Arábia Saudita, Rússia, Venezuela e Catar decidiram nesta terça-feira (16) em Doha congelar sua produção de petróleo aos níveis de janeiro, anunciou o ministro catariano de Energia.

    “Com o objetivo de estabilizar os mercados petrolíferos, os quatro países decidiram congelar a produção ao seu nível de janeiro, desde que os outros grandes produtores façam o mesmo”, declarou aos jornalistas o ministro Mohamed Saleh al Sada.

    Os ministros dos quatro países participaram de reunião em um hotel de Doha. Foi um raro encontro entre o saudita Ali Al Nuaimi e o russo Alexander Novak – ministros de dois dos principais produtores de petróleo do mundo – desde que o preço do petróleo começou a cair, em meados de maio de 2014. Desde então, perdeu quase 70% de seu valor.

    Braga diz que governo defende legislação atual do pré-sal

    Ministro de Minas e Energia destacou a importância do regime de partilha e do modelo de operação única da Petrobras

    Leia a matéria completa

    A Arábia Saudita lidera a Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opep), mas a Rússia não forma parte do cartel, ao qual pertencem Catar e Venezuela, representados na reunião de Doha por Mohamed Saleh al Sada e Eulogio del Pino, respectivamente.

    Excesso de oferta

    A queda do preço do petróleo se deve a um excesso de oferta que as principais economias mundiais, em particular a China, não absorvem devido à desaceleração do crescimento econômico.

    Desde o ano passado, grandes produtores, liderados pelos sauditas, têm mantido a produção em níveis elevados apesar da contração da demanda, no que é interpretado como uma tentativa – bem sucedida – de inviabilizar parte da produção de shale gas (gás de xisto) nos Estados Unidos.

    Para encarar uma diminuição da produção tendo por objetivo defender o preço, a Arábia Saudita exige a cooperação dos produtores que não pertencem à Opep, em particular a Rússia.

    Preço em alta

    O simples anúncio de uma possível reunião entre os ministros russo e saudita foi suficiente para elevar o preço do petróleo na manhã desta terça. Na Bolsa de Londres, o barril do tipo Brent chegou a subir 6,5%. Ao término do encontro, no entanto, o ritmo de alta perdeu força, recuando para cerca de 2%, com cotações na casa dos US$ 34.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.