Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Os bancários de Curitiba decidiram entrar em greve por tempo indeterminado a partir desta quarta-feira (3). A decisão foi tomada em votação apertada de 419 votos a favor e 399 contra, durante assembléia geral desta terça-feira. Houve 4 votos brancos e 4 nulos. No interior, Paranavaí rejeitou a paralisação. Mas em Umuarama, Toledo, Londrina, Cornélio Procópio e Apucarana os funcionários da Caixa Econômica Federal também aprovaram a greve. Nestas cidades, os bancários dos bancos privados e Banco do Brasil aprovaram a proposta salarial da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e rejeitaram a paralisação.

O Comando Nacional dos Bancários havia recomendado, na segunda-feira, aos 150 sindicatos que integram a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) a acatar a oferta de reajuste salarial feita pela Fenaban e suspender a greve prevista para começar nesta quarta. No caso dos bancos públicos em que não ocorreram avanços nas negociações específicas, a organização sindical indicou a continuidade da campanha e ameaça de greve por tempo indeterminado. O Banco do Brasil, no entanto, apresentou na segunda-feira proposta de reajuste de 10,08%, o que agradou a Contraf.

A proposta da Fenaban também prevê que os dias parados até 1.º de outubro não sejam descontados nem compensados. Foi combinado também que, se a proposta for aceita, os bancos não descontarão dos salários a paralisação de 24 horas, ocorrida na sexta-feira passada. Em Curitiba e região, metade dos 16 mil trabalhadores fecharam cerca de 80 agências, ou 35% das 230 existentes. Em todo o estado, mais 110 agências e 2 mil bancários ficaram de braços cruzados, segundo a Federação dos Trabalhadores em Empresas de Crédito do Paraná (Fetec-PR). Os bancários estão em campanha salarial desde 28 de agosto, Dia do Bancário.

Precauções

A recomendação para quem tem contas com vencimento nos próximos dias, os correspondentes bancários são uma opção aos clientes durante a paralisação. As casas lotéricas de Curitiba fazem grande parte dos serviços, como recebimento de boletos de qualquer banco, inclusive impostos (exceto IPVA parcelado e guias GR e DARF) até o valor de R$ 500.

Correntistas da Caixa podem pagar contas do banco até o valor de R$ 2 mil, sacar até R$ 1 mil e depositar até R$ 500. Clientes do Banco do Brasil podem sacar até R$ 200.

Nas agências dos Correios, qualquer pessoa pode pagar tributos federais e estaduais, faturas e títulos, contas de água, luz e telefone e boletos de qualquer banco dentro do vencimento. Correntistas do Bradesco (parceiro atual do Banco Postal) podem sacar até R$ 600 por dia e fazer depósitos.

Veja a lista completa dos correspondentes bancários da Caixa em Curitiba no www.caixa.gov.br

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]