i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Ásia

Banco do Japão surpreende com taxas negativas de juros

BC japonês vai cobrar para bancos deixarem dinheiro parado

    • AFP
    • 29/01/2016 07:51
    Presidente do Banco do Japão, Haruhiko Kuroda , explica medidas. | TOSHIFUMI KITAMURA/AFP
    Presidente do Banco do Japão, Haruhiko Kuroda , explica medidas.| Foto: TOSHIFUMI KITAMURA/AFP

    O Banco do Japão (BoJ) surpreendeu ao anunciar nesta sexta-feira (29) a adoção de taxas negativas de juros para tentar estimular a inflação e, ao mesmo tempo, adiou a data limite para alcançar a meta de uma alta dos preços de 2%.

    O banco central nipônico estabeleceu a taxa de depósitos a um dia em -0,1%, uma ferramenta que consiste em penalizar os bancos pouco inclinados a realizar empréstimos. Em tese, a redução deve estimular o crédito e, portanto, a atividade econômica.

    A medida, adotada por cinco votos a favor contra quatro, entrará em vigor em 16 de fevereiro e pode ser ampliada “se for considerado necessário”, afirma o BoJ em um comunicado.

    Em junho de 2014, o Banco Central Europeu (BCE) se tornou o primeiro grande banco central do mundo a testar taxas negativas, imitando assim a política adotada por outros BCs menores, como os da Dinamarca ou Suíça.

    O comitê de política monetária do BoJ também confirmou o programa de compra de ativos, de 80 trilhões de ienes por ano (US$ 670 bilhões), que permanece inalterado desde outubro de 2014.

    O banco central explicou que decidiu acelerar as medidas pela “volatilidade dos mercados financeiros mundiais, em um contexto de queda contínua dos preços do petróleo e de incerteza nos países emergentes e exportadores de matérias-primas, particularmente na China”.

    A recuperação no país continua frágil. De acordo com os índices publicados nesta sexta-feira, a inflação foi praticamente nula em dezembro (+0,1%), o consumo residencial acelerou o retrocesso (-4,4% em ritmo anual), assim como a produção industrial (-1,4% na comparação com o mês anterior).

    Depois de um início promissor, os efeitos da política de estímulo do primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, perderam vigor e as críticas aumentaram a respeito das reformas estruturais consideradas insuficientes.

    Como peça chave da estratégia chamada de “Abenomics”, o BoJ reformulou profundamente em abril de 2013 a política monetária, ao estabelecer a meta de inflação de 2% com um vasto programa de “expansão qualitativa e quantitativa” (QQE).

    O BoJ anunciou que espera alcançar o objetivo entre abril e setembro de 2017. Até o momento, o prazo estava fixado para o semestre anterior, mas a queda contínua das cotações do petróleo não deu trégua.

    A instituição também reduziu a previsão de inflação para o período de abril de 2016 a março de 2017, de 1,4% a 0,8%.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.