O Banco Central (BC) divulgou nesta quinta-feira (27) uma circular que altera as regras do recolhimento compulsório, montante que as instituições financeiras são obrigadas a recolher ao BC sobre depósitos à vista, a fim de permitir que os bancos possam financiar bens de capital. A medida tem como objetivo estimular os investimentos e pode liberar R$ 15 bilhões na economia.

Esta quantia se somará aos R$ 85 bilhões que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) destinará ao setor produtivo, via Programa de Sustentação do Investimento (PSI). As regras do programa foram reformuladas e anunciadas recentemente pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Com taxa de juros subsidiados, que variam entre 3% e 8% ao ano, o PSI tem a finalidade de estimular a produção, compra e exportação de bens de capital e inovação tecnológica, como máquinas, equipamentos, tratores, colheitadeiras, ônibus e caminhões, peças e componentes, inclusive financiamento de leasing. O prazo de pagamento é de dez anos, com dois anos de carência.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]