i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Marketing esportivo

Bebidas energéticas brigam pelo pódio na Stock Car

Empresas do setor apostam na categoria visando associação entre a marca do produto e o alto desempenho do automobilismo

  • PorCinthia Scheffer
  • 08/04/2010 21:01
David Muffato, Guliano Losacco e Cacá Bueno: os três já foram campeões da Stock Car e este ano correm em equipes patrocinadas por bebidas energéticas | Divulgação
David Muffato, Guliano Losacco e Cacá Bueno: os três já foram campeões da Stock Car e este ano correm em equipes patrocinadas por bebidas energéticas| Foto: Divulgação

Quando os carros da Stock Car entrarem na pista do autódromo de Pinhais neste fim de semana, o espectador não vai assistir apenas a uma disputa entre máquinas e pilotos, mas também uma batalha de marcas. Depois de um longo período no qual os maiores patrocínios eram de empresas farmacêuticas, a categoria se transforma este ano em uma vitrine para as fabricantes de bebidas energéticas.

Dos quatro campeões em atividade nesta temporada, três correm com o apoio de energéticos: o tricampeão Cacá Bueno estampa a marca Red Bull, Giuliano Losacco, bicampeão, corre com a Flash Power e David Muffato, com a TNT. As indústrias farmacêuticas, que chegaram a ter oito marcas na Stock Car, hoje têm apenas duas (Eurofarma e Medley). "A Stock Car é uma das categorias de maior visibilidade no cenário automobilístico nacional. E é um esporte de alta competitividade e desempenho, o que nos permite uma excelente associação com a marca e o perfil do produto", diz Douglas Costa, gerente de marketing do Grupo Petrópolis, dono da TNT.

Ao longo de 2010, a empresa vai investir no automobilismo cerca de 20% do seu orçamento de marketing, estimado em R$ 60 milhões. Deste total, perto de R$ 5 milhões serão destinados à Stock Car – sem contabilizar as cotas de patrocínio da transmissão das provas na Rede Globo. Até o ano passado, a Petrópolis investia na categoria com a marca de cerveja Itaipava. "Com o aumento dos nossos investimentos em automobilismo, decidimos introduzir também a TNT", diz Costa. "O retorno esperado é sempre em termos de visibilidade e apoio na construção da imagem da marca."

A marca Flash Power também é novata na Stock Car. A equipe que leva o nome da bebida corre este ano com apenas um carro, e recebe investimento estimado em cerca de R$ 1,5 milhão. Mas a expectativa, segundo o empresário Alejandro Sanchez, dono da Alflash, é de um segundo carro já na próxima temporada. "Entramos para ficar. Que­remos aproveitar a grande exposição da categoria na mídia", diz Sanches.

Líder do segmento no país, a Red Bull é veterana na Stock Car. A marca tem uma equipe – a Red Bull Racing (com dois carros, pilotados por Cacá Bueno e Daniel Serra) –, um camarote exclusivo e o título de "energético oficial" da categoria. A empresa não revela o valor investido, mas a marca é possivelmente uma das maiores investidoras do automobilismo no mundo.

Além da equipe da Stock Car, a Red Bull é proprietária de duas equipes de Fórmula 1 – a Red Bull Racing e a Scuderia Toro Rosso – e uma equipe de Nascar (categoria mais popular dos Estados Unidos). Os dois touros vermelhos que representam a bebida também estão estampados em uma equipe do Rali Dakar (a Volkswagen Red Bull), a DTM e o mundial de rali WRC, além do patrocínio de categorias de base e patrocínio pessoal de pilotos.

Marqueteira

Ao lado da Fórmula 1, a Stock Car é provavelmente a categoria automobilística com maior vocação marqueteira no Brasil. A marca tem licenciamento para uma grife de roupas, uma coleção de cadernos infantis e uma edição limitada de relógios. No segundo semestre, o licenciamento chega aos brinquedos: a Estrela começa a vender um autorama que trará o carro 0 de Cacá Bueno e o 21 de Thiago Camilo.

Os licenciamentos são feitos pela Globo Marcas. A parceria com a emissora começou em 2000, quando a Globo começou a transmissão ao vivo das corridas. A partir dos próximos meses a categoria ganha ainda mais espaço na mídia. Na próxima novela das oito, prevista para começar em maio, o ator Marcelo Anthony vai interpretar um piloto campeão da categoria.

Serviço:

A etapa de Curitiba da Stock Car acontece neste fim de semana no Autódromo de Pinhais. Hoje, há treinos livres às 11h40 e às 15h20. Sábado, o treino livre é às 8h05 e treino classificatório às 11h20. A largada da corrida acontece no domingo, às 11h10. Ingressos à venda na bilheteria do autódromo, pelo telefone (11) 2846 6000 ou pelo site www.ticketmaster.com.br. O preço é de R$ 26 para arquibancada, R$ 55 para o passe de visitação e R$ 200 para ter acesso ao paddock.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.