• 20/11/2020 21:27
Contas públicas

Economia reduz previsão de déficit primário para R$ 844 bilhões em 2020

  • 20/11/2020 21:27
  • PorEstadão Conteúdo
    O Ministério da Economia atualizou nesta sexta-feira (20), a previsão para o tamanho do rombo nas contas públicas neste ano.
    O Ministério da Economia atualizou nesta sexta-feira (20), a previsão para o tamanho do rombo nas contas públicas neste ano.| Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

    O Ministério da Economia atualizou nesta sexta-feira (20), a previsão para o tamanho do rombo nas contas públicas neste ano, marcado pelo aumento expressivo dos gastos para o enfrentamento da pandemia da Covid-19. A projeção de déficit primário do Governo Central ficou R$ 16,428 bilhões menor, caindo para R$ 844,574 bilhões em 2020, de acordo com o Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas do 5º Bimestre. No documento anterior, de setembro, a estimativa era de um saldo negativo de R$ 861,002 bilhões. A projeção da equipe econômica para as receitas primárias totais da União neste ano passou de R$ 1,446 trilhão para R$ 1,463 trilhão. Já a estimativa para a receita líquida - livre de transferências para os governos regionais - passou de R$ 1,185 trilhão para R$ 1,190 trilhão neste ano. Do lado das despesas, a previsão de gasto total em 2020 passou de R$ 2,046 trilhões para R$ 2,034 trilhões. Com um orçamento que era já engessado e a necessidade de execução do chamado "orçamento de guerra" aprovado na pandemia, o volume de gastos obrigatórios chega a R$ 1,918 trilhão, enquanto as despesas discricionárias não passam de R$ 115,806 bilhões neste ano.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

      Fim dos comentários.