i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Cimento

Camargo Corrêa compra fatia da Teixeira Duarte na Cimpor

A Cimpor é o terceiro maior produtor de cimento do Brasil e a Camargo Corrêa ocupa a quarta posição

  • PorReuters
  • 10/02/2010 06:40

A Camargo Corrêa anunciou nesta quarta-feira que fechou acordo com a construtora Teixeira Duarte para comprar os 22,17 por cento da participação que a empresa possui na cimenteira Cimpor.

O grupo brasileiro, que anunciou interesse na empresa portuguesa após a Companhia Siderúrgica Nacional ter lançado em dezembro uma oferta de aquisição da cimenteira por 5,75 euros por ação, ofereceu 6,50 euros por ação à Teixeira Duarte, segundo comunicado enviado ao mercado de Lisboa.

A Camargo Corrêa afirma que o acordo prevê que a participação adquirida por ser ampliada em até mais 3 por cento do capital da Cimpor detidos por terceiros.

A companhia brasileira afirmou no comunicado que tem "estratégia que permita lançar bases de um projeto industrial sustentado, de longo prazo e de elevada criação de valor para ambas as empresas" e acionistas.

No início do mês, o também brasileiro grupo Votorantim, maior produtor de cimento do Brasil, anunciou que fechou acordo com a francesa Lafarge para ficar com uma participação de 17,3 por cento na Cimpor.

A empresa também obteve acordo com a estatal portuguesa Caixa Geral de Depósitos (CGD), detentora de 9,6 por cento das ações da Cimpor, que estabelece que a Votorantim terá que permanecer como acionista minoritária na empresa portuguesa.

Enquanto isso, a CSN recorreu na véspera ao Cade para paralisar no Brasil os efeitos da compra da participação na Cimpor pela Votorantim .

A oferta da CSN, que para ser bem sucedida precisa contar com apoio de 50 por cento mais uma ação da Cimpor, expira em 17 de fevereiro.

A Cimpor é o terceiro maior produtor de cimento do Brasil e a Camargo Corrêa ocupa a quarta posição, segundo dados do Sindicato Nacional da Indústria do Cimento (SNIC).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

    Fim dos comentários.