i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
"Loja dentro da loja"

Carlos Wizard vai criar praças de alimentação com KFC, Pizza Hut e Frango Assado

  • Por Marcos Garcia Tosi
  • 31/08/2019 08:00
Loja da rede KFC em Dusseldorf, Alemanha. Grupo de Carlos Wizard detém a franquia master para o Brasil.
Loja da rede KFC em Dusseldorf, Alemanha. Grupo de Carlos Wizard detém a franquia master para o Brasil.| Foto: BigStock

Para uns, o copo está meio vazio. Para outros, como o empresário Carlos Wizard Martins, sempre cheio. Em meio a uma crise de desemprego e recessão, ele garante que o Brasil é um país repleto de oportunidades para quem quer empreender, com um potencial de crescimento “gigantesco” especialmente nas áreas de serviço e alimentação. À frente de várias redes de franquias, sua aposta é em novos modelos, como os compactos nas estradas e de lojas integradas em um mesmo ambiente (store in store).

A “loja dentro da loja” é um formato ainda novo no Brasil e deve ganhar força com a estratégia adotada por Wizard a partir da recente fusão da MultiQRS, que detém o direito de master franquia no Brasil de marcas como KFC e Pizza Hut, com a International Meal Company, dona das redes Frango Assado, Viena e Batata Inglesa.

Segundo Wizard, a diversificação dos negócios, de preferência nos que sejam complementares entre si, é uma forma de garantir diferentes fontes de renda e uma certa segurança econômica. Ao estar presente em diferentes setores, é menor o risco de ter o patrimônio dilapidado por uma crise naquele segmento em que se encontra seu único negócio.

O modelo faz lembrar o conceito de loja âncora nos shoppings, mas em proporções menores. No lugar de um polo gigantesco, a proposta é um ponto comercial com marcas distintas que podem ser do mesmo franqueado ou não, cujo objetivo é maximizar o espaço e aumentar a visibilidade. Por exemplo, um bar dentro da barbearia ou uma loja de roupas que tenha um quiosque de suco dentro dela. No caso das redes de Wizard, o store in store fica tudo em “família”.

“Queremos ampliar as redes KFC e Pizza Hut ano a ano, abrindo novas unidades de cada marca. Além disso, vamos ampliar a rede Frango Assado com o lançamento de um modelo compacto, mais enxuto, de loja de estradas. Como parte da estratégia pretendemos trabalhar com o conceito store in store. Ou seja, será possível o cliente entrar em uma loja Frango Assado, por exemplo, e ter a acesso à Pizza Hut ou ao KFC dentro do mesmo ambiente”, conta o empresário, destacando que, entre suas apostas, está também a expansão da marca Batata Inglesa: “Acreditamos muito na expansão É um produto saudável, de grande aceitação e com um mercado potencial enorme de crescimento através do modelo de franchising”.

Sobre novas marcas que podem vir ao Brasil, Wizard revela que há uma grande procura por investidores, mas, por enquanto, não há interesse de sua parte. “É claro que todas as semanas algum grupo estrangeiro nos procura interessado em uma parceria ou associação para entrar no mercado brasileiro. No entanto, neste momento, nosso foco está na integração do KFC e da Pizza Hut à IMC e no crescimento das marcas que atualmente fazem parte de nosso portfólio”.

Da sala às redes

Wizard começou seu império dando aulas de inglês na sala de casa, com a ajuda da esposa, Vânia. O curso virou franquia e, mais tarde, uma gigante de redes de ensino, a qual foi vendida para o grupo britânico Pearson por R$ 1, 7 bilhão. De alguns anos para cá, o empresário focou nas redes de fast food e continua a apostar nas franquias, que, afirma, é a maneira mais segura e rentável de possuir o negócio próprio. Por outro lado, ele ressalta que o copo pode esvaziar um pouco, pois, ao mesmo tempo em que tem potencial e é resiliente às oscilações do mercado, a alimentação é um setor altamente competitivo, com muitas exigências, principalmente, por parte dos órgãos fiscalizadores.

Empresário mora atualmente em Rondônia, onde participa de projeto de acolhimento de imigrantes venezuelanos.
Empresário mora atualmente em Rondônia, onde participa de projeto de acolhimento de imigrantes venezuelanos.| Divulgação

Além do ramo alimentício, ele tem negócios também na área de tecnologia e meios de pagamento (Hub Fintech e o Social Bank), varejo especializado (Mundo Verde), entre outros. Na semana que vem, pela empresa Aloha, lança com as filhas um óleo voltado para crianças autistas, cuja proposta é aumentar sua capacidade de comunicação, socialização e concentração.

“Acredito que são em momentos recessivos que bons negócios surgem e que as empresas com visão aproveitam para investir e ocupar espaço no mercado. Quem conseguir implantar seus projetos durante a crise e se posicionar bem, certamente crescerá mais rapidamente que a concorrência na retomada”, afirma o empresário que há um ano mora em Roraima com a esposa, em uma missão para acolhimento de refugiados venezuelanos.

Livros e dicas para ser um empresário

Wizard também já publicou alguns livros com dicas para quem quer empreender. No seu mais recente “Há um diamante em você”, lançado no mês passado, fala sobre a liderança e seu alto valor. “Apesar de todos desejarem ser diamantes, nem todos estão dispostos a ser lapidados. E sem pressão não há nenhum diamante.”

Já no livro anterior “Do zero ao milhão - como transformar seu sonho em um negócio milionário", ele apresenta as sete chaves para o sucesso que usa em suas empresas e que podem ser aplicados em demais modelos de negócios. Entre as orientações, defende zerar o passado e investir em tecnologia.

“Todos estamos sujeitos a cometer erros. Não podemos ficar paralisados com o passado. Também é importante se atualizar para não perder terreno para a concorrência. Um aspecto fundamental para o êxito de seu negócio é atender o mercado em larga escala. Para isso é necessário a formação de uma rede de distribuição com parceiros em nível nacional. Pois, ninguém jamais realizou algo grandioso sozinho”, afirma.

Por fim, ele destaca que o empreendedor precisa ter uma meta financeira bem definida e buscá-la incansavelmente: “Saber poupar, economizar, guardar um pouco a cada mês de seus rendimentos é fundamental. Mais importante do que ganhar, é saber guardar o seu dinheiro e fazê-lo multiplicar”.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.