O Sesi e o Senai acabam de anunciar uma das mais valiosas ajudas para o desenvolvimento do Brasil. Trata-se de um programa de grande magnitude e que visa ampliar suas atividades no campo da educação básica e formação profissional.

Já foi o tempo em que os recursos naturais e os equipamentos constituíam a maior riqueza das nações. Hoje, as sociedades valem o peso da educação de seus povos. Quando mais educados, maior é a capacidade de superar obstáculos, inovar, competir e vencer.

O Brasil está atrasado na escala dos países mais educados. Perdemos até mesmo para várias nações emergentes que há muito tempo cultivam a boa qualidade do ensino.

Neste mundo globalizado, a competição está sendo decidida pelo diferencial do saber. Sim porque as máquinas são praticamente as mesmas e se tornaram relativamente baratas e fáceis de serem importadas. Entretanto, o que garante a alta produtividade da tecnologia moderna é o trabalhador que está por trás das máquinas.

A escolaridade média dos brasileiros que trabalham não passa de seis anos e, na maioria dos casos, freqüentados em más escolas. Todos sabem que o grande desafio do Brasil é elevar a qualidade do nosso ensino. O que falta é investimento e competência focalizados nesse campo.

As escolas do Sesi e do Senai investirão cerca de R$ 10 bilhões no programa "Educação para a nova indústria" e a competência para ensinar foi testada e aprovada ao longo de seus mais de 50 anos de trabalhos prestados à sociedade brasileira.

"Educação para a nova indústria" é um presente alvissareiro. Vem de quem entende de educação, de escolas bem organizadas, de professores e diretores competentes – e tudo administrado com o rigor da iniciativa privada.

Não é à toa que os pais e os alunos adoram as escolas do Sesi e do Senai e que os políticos locais, a começar pelo prefeito, tudo fazem para prestigiar essas escolas e manter o seu bom padrão de qualidade.

Estão de parabéns as famílias, as crianças, os adolescentes, os jovens e os adultos que contarão com mais cursos, mais vagas e mais oportunidades para subir na vida. Está de parabéns a CNI que colocou no topo de sua agenda a educação de boa qualidade. Prioridade é isso: competência para tornar o orçamento cada vez mais eficiente.

Antônio Ermínio de Moraes é empresário.

antonio.ermirio@antonioermirio.com.br

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]