i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Biocombustível

Copel fará alcoolduto entre Maringá e Paranaguá

A informação é do jornal Valor Econômico, que afirma que empresas privadas se associarão ao projeto. O alcoolduto terá 528 km de extensão

  • PorO Globo Online
  • 30/07/2007 13:07

O jornal Valor Econômico traz a informação na edição desta segunda-feira que a Copel, associada a empresas particulares e produtores, constrói um álcoolduto de 528 quilômetros de extensão entre as cidades de Maringá e Paranaguá.

Os investimentos, conforme o jornal, seriam na ordem de R$ 630 milhões. O investimentro teria a Copel como majoritária, a indústria sucroalcooleira teria participação de 25% e ainda entre outros investidores estariam as empresas Compagás, Mitsui Gás e Gaspetro.

Ainda de acordo com as informações do Valor Econômico, de 2003 pra cá, a área plantada com cana saltou de 350 mil hectares para 525 mil hectares no Paraná. E R$ 13,7 milhões foram investidos na construção de um terminal público de álcool em Paranaguá. A instalação tem sete tanques com capacidade de armazenamento de 35 milhões de litros e está pronto pra ser inaugurado.

O governo espera que o alcoolduto esteja pronto em 2010. Para bancar os investimentos a Copel planeja obter financiamentos do BNDES. Será a primeira experiência da empresa cinqüentenária com energia líquida.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.