Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Cascavel – A 26.ª Expovel, segundo maior evento agropecuário do Paraná, terá uma versão enxuta neste ano. O atraso do evento, adiado por causa das suspeitas de febre aftosa no estado, reduziu o número de expositores e de animais para leilões. Segundo a Sociedade Rural do Oeste (SRO), organizadora da exposição, o volume de negócios gerados na feira, que começou ontem, será em torno de 40% menor em relação ao ano passado.

A Expovel inicialmente seria realizada entre 11 e 20 de novembro, mas foi adiada para o período de 2 a 10 de dezembro. O atraso de quase um mês ocasionou um "esvaziamento" do evento agropecuário e atingiu diretamente o principal setor da exposição: o animal. Os nove leilões destinados a bovinos, caprinos e ovinos irão contar apenas com exemplares do Paraná. No ano passado, a feira contou com 5,5 mil animais. Para este ano, a expectativa é de 4 mil cabeças.

Ontem, poucas horas antes da abertura oficial do evento – feita pelo secretário de Agricultura e vice-governador, Orlando Pessuti –, o que se via era um número pequeno de bovinos nas baias do Parque de Exposição. Por causa dos focos de febre aftosa em Mato Grosso do Sul, a feira está cercada de cuidados sanitários. Técnicos da Secretaria Estadual da Agricultura e do Abastecimento (Seab) e da própria organização estão fazendo plantão 24 horas por dia, para monitorar os animais enviados para a exposição.

Todos os animais, obrigatoriamente, têm de apresentar os comprovantes de vacina contra febre aftosa e outras doenças. O presidente da SRO, Levy Dittrych, reconhece as dificuldades, mas mantém o discurso otimista em relação aos negócios gerados durante o evento. "Nós sabemos das dificuldades ocasionadas pelo adiamento da feira, e encaramos isso como um desafio", disse ele. "O Paraná tem animais de excelente qualidade genética, por isso eu acredito que os pecuaristas podem realizar bons negócios na Expovel."

Além do setor de animais, o comércio e a indústria também tiveram desfalque com a mudança de data da feira. Pelo menos 80 dos 450 expositores desistiram de participar do evento. De acordo com a SRO, a maioria das empresas desistentes é de outros estados brasileiros. Com a queda dos participantes, os organizadores calculam um volume de negócios em aproximadamente R$ 11 milhões. No ano passado, foram movimentados R$ 19,5 milhões.

Os organizadores esperam um público de aproximadamente 300 mil pessoas. Entre as atrações para o público, estão o rodeio e as apresentações musicais. Hoje à noite o cantor Leonardo se apresenta no palco do Parque de Exposição Celso Garcia Cid.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]