i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Câmbio

Dólar abre em queda, mas inverte sinal e sobe a R$ 2,35

  • PorAgência O Globo
  • 17/03/2014 08:26

O dólar comercial abriu a semana em desvalorização frente ao real, mas com menos de uma hora de negociações inverteu o sinal.Às 9h52m, a moeda americana subia 0,12% sendo negociada a R$ 2,352 na compra e a R$ 2,354 na venda. Na máxima do dia, o dólar subiu a R$ 2,355 e na mínima foi negociado a R$ 2,3430.

Nesta segunda, o Banco Central dá continuidade ao seu programa de intervenções diárias no mercado de câmbio, ofertando 4 mil novos contratos de swaps cambiais, uma operação que equivale a uma venda de dólares no mercado futuro. Foram vendidos US$ 198,7 milhões. Os papéis têm vencimentos em 1º de outubro e 1º de dezembro deste ano. Além disso, o BC fará mais um leilão para rolar um novo lote de contratos que vencem em 1º de abril. Serão ofertados até 10 mil swaps para 2 de janeiro e 2 de março de 2015. O BC já rolou pouco menos de 25% dos contratos a vencer, que correspondem a US$ 10,148 bilhões.

Na Bolsa de Valores de São Paulo, o exercício de opções sobre ações deve deixar o mercado acionário mais volátil no dia de hoje. O Ibovespa, principal índice do mercado de ações brasileiro, abriu em alta e às 10h16m subia 0,56% aos 45.216 pontos.

No cenário externo, a situação entre Rússia e Ucrânia também devem continuar movimentando os mercados. Depois do referendo de ontem, a maioria da população aprovou a proposta de separação, recebendo o apoio de 96,7% dos votos. De acordo com o resultado, a Crimeia é um "estado soberano independente e que pedirá para ser anexado à Rússia. Os Estados Unidos e a União Europeia prometeram sanções contra a Rússia.

Na China, apesar da incerteza em relação a Crimeia, as principais bolsas fecharam em alta. Os investidores receberam positivamente um plano de urbanização lançado no país no final de semana. O índice Xangai Composto avançou 0,96%, a 2.023,67 pontos, enquanto o Shenzhen Composto ganhou 2,06%, a 1.096,36 pontos.

O plano do governo quer acelerar a urbanização na China. Com isso ficará mais fácil para os agricultores se mudarem para as cidades, favorecendo o consumo e o crescimento econômico. Até 2020, a China pretende ter cerca de 60% de sua população vivendo em cidades, ante 52,6% no final de 2012.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.